Como gerenciar plugins no Vim com o Pathogen

Como gerenciar plugins no Vim com o Pathogen

Vim é um editor de texto altamente configurável com centenas de plugins que podem ser instalados. Muitos deles são adaptados para usos específicos, como programação em uma determinada linguagem ou até ajudar na escrita de um texto comum, outros são mais gerais e melhoram as capacidades existentes do Vim. Qualquer que seja a sua finalidade você terá que gerenciar esses plugins.

Existe uma série de gerenciadores de plugins para o Vim, mas o Pathogen é o mais universal e simples de instalar e usar.


Pathogen funciona puxando todos os plugins do Vim em um determinado diretório para sua instalação no editor de texto e depois são ativados com uma linha no arquivo .vimrc.
Pacotes necessários
Antes de começar, você deve ter instalado, claro, o Vim e o Git Curl em seu sistema. Eles são pacotes muito comuns em qualquer distribuição GNU/Linux, por isso não há muita necessidade de entrar em detalhes aqui, basta instalá-los, caso você não tenha use o comando abaixo para fazer a  instalação:
Debian/Ubuntu

[$ sudo apt install vim git curl]

Fedora/CentOS

[$ sudo dnf/yum -y install vim git curl]

Arch
 

[$ sudo pacman -S vim git curl]

Configurando os diretórios
 
Tudo isso é feito localmente, pelo usuário. Ele requer uma pasta .vim no diretório /home. Se ainda não o tiver, você tem que criar usando o seguinte comando:

[$ mkdir ~/.vim]

Vamos entrar na pasta que acabamos de criar, e dentro dela criaremos mais duas pastas autoload e bundle.

[$ cd ~/.vim
$ mkdir autoload
$ mkdir bundle]

Instalando o Pathogen 

A melhor maneira de instalar o Phathogen é clonado-o diretamente do seu repositório do Github. Para que o Pathogen seja executado automaticamente, ele precisa ser instalado no diretório autoload que acabou de ser criado. Quando a clonagem do repositório terminar, você terá o Pathogen instalado.

[$ cd autoload]

[$ curl -LSso ~/.vim/autoload/pathogen.vim https://tpo.pe/pathogen.vim]

Configurando o .vimrc

Você precisa adicionar algumas linhas ao arquivo .vimrc. Caso não tenha o arquivo .vimrc, você poderá criá-lo e logo em seguida adicionar o Pathogen.

[vim ~/.vimrc]

[execute pathogen#infect() 
syntax on 
filetype plugin indent on]

Caso já tenha alguma coisa configurado no .vimrc, coloque a seguinte linha no arquivo.

[execute pathogen#infect()]

Instalando plugins usando Pathogen

Toda a razão pela qual você instalou o Pathogen, foi para instalar os plugins de uma forma mais rápida e aumentar a sua produtividade no Vim. Agora, está tudo pronto para a instalação.
Vamos instalar o Emmet-vim usando o Pathongen, para isso use esse comando:

[$ cd ~/.vim/bundle/]

[$ git clone https://github.com/mattn/emmet-vim.git]

O comando acima faz com que você entre na pasta ~/.vim/bundle e clone o repositório do plugin Emmet-vim que está hospedado no GitHub.
Agora, criaremos um arquivo index.html para testar o Emment.

[vim index.html]

Pressione a tecla ‘i’ para entrar no Modo de Inserção, depois digite html:5 deixe o cursor na frente do número 5 e pressione ao mesmo tempo as teclas Ctrl+y e logo na sequência pressione ‘,’ não demore muito para digitar a vírgula. Se você tiver feito tudo certo aparecerá isso:
Emment-vim

Para instalar outros plugins você só precisa clonar o repositório do GitHub para a pasta ‘/.vim/bundle/’.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários