Como instalar o Conky e configurar no Archlinux, Antergos, Manjaro e derivados

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Todos já devem conhecer o conky, eu já fiz alguns tutoriais de instalação e configuração para Ubuntu, Fedora, Opensuse e outros, e volto aqui para mostrar a você uma configuração mais diferente das que eu ensinei, mas desta vez é para o Arch Linux, e que funciona tanto no próprio Arch como em seus derivados.

Eu estava procurando um tema para o conky do meu desktop Gnome3 e não encontrava nenhum de meu agrado quando me deparei com um arquivo de configuração que mostrava exatamente o que eu queria, mas não estava com uma configuração boa. Precisava mudar umas cores, adicionar uns painéis, remover outros, com isto eu gastei uns 35 minutos. O resultado você pode ver na captura de tela abaixo.

Como instalar o Conky no Arch Linux, Man

Pois bem, vamos ao que interessa. Primeiramente você tem que instalar o conky. Então abra o terminal e digite:

sudo pacman -S conky

Agora você tem que mover o arquivo de configuração padrão para a pasta conky do seu diretório home, para não ter que começar a escrever a partir do zero. Então digite no terminal:

cp /etc/conky/conky.conf ~/.conkyrc
Agora você vai editar o arquivo .conkyrc que encontra-se em seu diretório home.

Se você usa o “gedit” digite:

gedit ~/.conkyrc

Se for o “kate” digite:

kate ~/.conkyrc
O .conkyrc está à sua disposição para que você possa modificá-lo como quiser ou encontrar um a seu gosto na internet. Então vou deixa-lo aqui para que você também possa desfrutar caso tenha gostado.

Com o kate ou gedit aberto copie a configuração abaixo e salve:

# Conky, a system monitor, based on torsmo

alignment middle_right
background no
use_xft yes
font Dejavu Sans:size=8
xftalpha 0
update_interval 2.0
total_run_times 0
own_window yes
own_window_transparent no
own_window_type desktop
own_window_argb_visual yes
own_window_argb_value 120
own_window_hints undecorated,below,sticky,skip_taskbar,skip_pager
double_buffer yes
minimum_size 200 200
maximum_width 200
draw_shades no
draw_outline yes
draw_borders no
draw_graph_borders no
default_color 999999
default_shade_color black
default_outline_color black
alignment top_right
gap_x 8
gap_y 124
no_buffers yes
cpu_avg_samples 2
text_buffer_size 1024
override_utf8_locale no
uppercase no
double_buffer yes

TEXT
S I S T E M A
$hr
Sistema: $sysname $kernel
${color grey}Tempo escedido:$color $uptime
Hora: ${time %H:%M:%S} Data: ${time %e/%b/13}
C P U$alignr ${cpu cpu0}%
$hr
Procesador: ${alignr}${freq_g}GHz / 2.28GHz
${color green}${cpubar 4 cpu0}${color grey}
${color green}${cpubar 4 cpu1}${color grey}
${color green}${cpubar 4 cpu2}${color grey}
${color green}${cpubar 4 cpu3}${color grey}
T O P C P U
$hr
Proceso$alignr CPU% MEM%
${top name 1}$alignr${top cpu 1} ${top mem 1}
${top name 2}$alignr${top cpu 2} ${top mem 2}
${top name 3}$alignr${top cpu 3} ${top mem 3}

R A M$alignr $memperc% 
$hr
Memoria: ${alignr}${mem} / ${memmax}
${color green}${membar 4}${color grey}

T O P R A M
$hr
Proceso $alignr CPU% MEM%
${top_mem name 1}$alignr${top_mem cpu 1} ${top_mem mem 1}
${top_mem name 2}$alignr${top_mem cpu 2} ${top_mem mem 2}
${top_mem name 3}$alignr${top_mem cpu 3} ${top_mem mem 3}

A R M A Z E N A M E N T O
$hr
Raiz: ${alignr}$color${fs_used /} / ${fs_size /}
${color green}${fs_bar 4 /}${color grey}
Home: ${alignr}$color${fs_used /home} / ${fs_size /home}
${color green}${fs_bar 4 /home}${color grey}
4760CE7366471CEB: ${alignr}$color${fs_used /run/media/celsopassos/4760CE7366471CEB} / ${fs_size /run/media/celsopassos/4760CE7366471CEB}
${color green}${fs_bar 4 /run/media/celsopassos/4760CE7366471CEB}${color grey}
R E D E S${alignr}${downspeed wlp1s0}
$hr
Entrada/Saida ${alignr}${totaldown wlp1s0} / ${totalup wlp1s0}

Configurando o .conkyrc

Este é um pequeno tutorial para a configuração do conky

Configurar o conky não é dificil, basta um pouco de atenção.

1º. Vamos configurar a cor das barras: Eu as coloquei verde, mas você pode deixa-las na cor que desejar. Note que nas linhas 45, 46, 47, 48,59, 71, 73, 75 existe a cor green, essa é a cor das barras, elas podem ser alteradas individualmente.

2º. Agora vamos configurar para que apareçam as partições montadas. Essa partição pode ser uma partição ntfs ou outro formato.
Na linha 74 você vai dizer ao conky qual é a partição que ele deve mostrar. Para isso, execute o comando blkid como super usuário para obter a UUID da partição, no meu caso a partição que eu quero que ele mostre é a “4760CE7366471CEB”. Observe que especifiquei exatamente onde ela está. Caso possua mais de uma partição copie a linha 74 e cole logo abaixo da 75 e especifique o local onde esta partição está.
Exemplo:

4760CE7366471CEB: ${alignr}$color${fs_used /run/media/celsopassos/4760CE7366471CEB} / ${fs_size /run/media/celsopassos/4760CE7366471CEB}

3º. Para configurar a internet você deve substituir o wlps0 que encontra-se na linha 78 pela que encontra-se entre parêntese o endereço MAC.

4º. Vamos configurar para que o conky mostre exatamente o que o seu processador faz

Na linha 44 você deve dizer ao conky qual a frequência do processador. Com o comando grep @ /proc/cpuinfo pode ser obtido tal informação. No meu caso é de 2.28GHz. Nas linha 45, 46, 47 e 48 mostram atividades de cada núcleo individualmente. Você pode remover as linha 47, 48 caso o processador da sua maquina tenha 2 núcleos assim como você também pode adicionar mais linhas de acordo com a quantidade de núcleos que o processador possuir, sempre seguindo a lógica, se o processador possui 6 núcleos o primeiro núcleo é chamado de núcleo 0, o segundo de 1 e assim por diante, isso é valido para todos os processadores.

Autor Celso Passos
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Comentários