Como instalar e configurar STORAGE Enterprise com FreeNAS

Instale e configure o STORAGE Enterprise com FreeNAS!

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Vamos falar hoje sobre uma distro Free Bsd que é sem dúvida o kit de ferramentas para storage que melhor me atendeu nesses 10 anos como profissional da Tecnologia da Informação. Vamos começar instalando. Se você tem um servidor físico, utilize um pendrive ou SD card, pois o disco que você selecionar para instalar o SO, será usado exclusivamente para o SO. Um pen drive de 4 gb já funciona.

Acesse a página de Download do freeNas e baixe a última versão:

 

Como instalar e configurar o STORAGE Enterprise com FreeNAS

Feito isso, vamos dar boot no cd e iniciar a instalação.
Como estou utilizando virtual box para fazer esse post, criei um disco virtual de 4 gb para o sistema operacional e 4 discos de 16 gb para usarmos no storage.
Dê boot pelo CD, e selecione “INSTALL”
STORAGE Enterprise com FreeNAS – PARTE 1 - Veja como instalar.
Ele vai perguntar em que disco você quer instalar. Selecione o disco, no meu caso, o hd de 4 gb que criei só pra isso.
STORAGE Enterprise com FreeNAS – PARTE 1 - Veja como instalar.
 Clique em ok, confirme a próxima tela de confirmação e voilá! FreeNAS instalado!
 Reinicie o computador, espere a inicialização completa.
 STORAGE Enterprise com FreeNAS – PARTE 1 - Veja como instalar.
Como em nossa infra, ainda não temos servidor dhcp, vamos colocar um ip fixo, utilizarei “192.100.100.0/24” como rede dos servidores que faremos. Para nosso storage, “192.100.100.2”. Selecione as opções conforme a tela para configurar a interface de rede.
STORAGE Enterprise com FreeNAS – PARTE 1 - Veja como instalar.
Repare que o Free BSD nomeia as interfaces de rede de forma diferente do linux, você já se acostuma com isso. A nomenclatura é baseada no fabricante da NIC, no nosso caso estou emulando uma placa intel.
 STORAGE Enterprise com FreeNAS – PARTE 1 - Veja como instalar.
Não vamos utilizar IPv6, então não o configure.
 STORAGE Enterprise com FreeNAS – PARTE 1 - Veja como instalar.
Rede configurada… podemos acessar via navegador!
Primeiro passo, definir a senha de administrador. Logo no primeiro acesso isso já lhe é solicitado.
 STORAGE Enterprise com FreeNAS – PARTE 1 - Veja como instalar.
Enfim, o ambiente de configuração!
 STORAGE Enterprise com FreeNAS – PARTE 1 - Veja como instalar.
Para utilizarmos todos os benefícios do Freenas, faremos um arranjo de discos utilizando ZFS. LEIA A DOCUMENTAÇÃO OFICIAL DO FREENAS. OBRIGATÓRIO!
Farei um post exclusivo sobre ZFS, pois a conversa vai render bastante. Em resumo, o ZFS vai eliminar a necessidade de se ter uma controladora raid no seu server. Ele mesmo faz o RAID em vários níveis cabendo a você escolher, porém, conforme você selecionar os discos, o sistema avisa se é uma configuração otimizada ou se você está desperdiçando recursos.
OK! Clique em “STORAGE” e em seguida “VIEW DISKS”. E aí estão nossos discos aguardando para serem preparados para uso. Clique em “STORAGE” novamente  e depois em “ZFS VOLUME MANAGER”.
Agora insira o nome que você quer dar para esse agrupamento. Esse nome será utilizado para o ponto de montagem dos nossos “Data sets”.
Em “available disks” clique no sinal de “+” para adicionar os discos disponíveis para arranjo. Automaticamente ele vai propor um raid de espelhamento, o que é bacana para o nosso caso de 4 discos.
Clique em add volume e o sistema vai formatar os discos e agrupá-los.
 
Ao término do processo você verá o volume ZFS criado.
 
Clique na linha do volume que criamos e repare que na barra inferior aparecerão vários ícones. Através deles que configuramos as opções de nossa partição.
Com Zfs podemos criar “Data sets” que são como subpartições. Você pode determinar que estas subpartições herdem atributos do volume raiz ou não.
Clique no ícone de configurações e veja que você pode determinar o nível de compressão (sim, os dados podem ser mantidos comprimidos), cotas, reserva de espaço e deduplicação.
Cuidado! ZFS exige muito processamento e memória dependendo das funções que você for utilizar. Se processador e memória não estão abundantes no seu server, pesquise antes de aplicar as mágicas do ZFS, você pode acabar com o desempenho do sistema.
Clique no ícone da “Tabelinha com sinal de +” para criar um novo data set. Vamos criar uma subpartição exclusiva para nossos compartilhamentos Samba.
Reparem que se mantive a herança quanto ao nível de compressão e determinei que seria um compartilhamento do tipo windows. Precisamos disso por causa das ACL’s que esse tipo de compartilhamento exige. Após adicionar, ele aparece abaixo de nosso volume Raiz.
Show. Estamos com nosso storage preparado para receber o primeiro serviço.
Lembram do nosso Samba 4 como active Directory? Leia aqui
Vamos Integrar! Afinal aqui o negócio é “enterprise like”, então temos que ter gerência!
O procedimento é o mesmo caso você tenha um Ad com Windows Server.
O primeiro passo é acessar o menu esquerdo, expandindo a opção “System”, selecione a opção “settings”.
A última opção do formulário é “Directory Service”, onde você deve escolher, “active directory”.
Salve e pronto, a integração ficará disponível através do menu “Services”. Não se esqueça de checar sua configuração de rede, ela deve estar de acordo com seu Ad. Se você acompanhou nosso post sobre samba 4 e usou o dns como “Samba internal”, use o ip do Controlador de domínio como DNS. No Freenas você faz isso no menu “Network”, “Global Configuration”.
Repare que a opção “Directory Services” estará disponível como serviço de Sistema, clique no ícone de configuração do serviço e vamos preencher com os dados de conexão do nosso Ad.
Nesse caso criei um usuário “Storage” apenas para ler o Active directory e carregar a lista de usuários e grupos na hora de setarmos permissões em nossos serviços de compartilhamento.
OK!
Storage 100 %

Vamos criar um compartilhamento para nossos clientes Windows?

Primeiro passo, criar um data set específico (eu particularmente gosto de um data set por compartilhamento). Criamos anteriormente o data set “Compartilhamentos” e podemos criar outros data sets dentro dele ou fora, vai da preferência de cada um. O que é importante agora é a definição das permissões iniciais do nosso compartilhamento.
Acesse o menu lateral, Storage, Volumes. Expanda seu volume e clique em change permissions.
Nesta janela determinamos o Usuário e grupo que serão considerados proprietários da pasta. Marcamos a opção Windows/Mac para ativarmos as ACL’s (igual ntfs).
Se você expandir a aleta de usuários, repare que os usuários do nosso Active directory SAMBA 4 estão disponíveis.
Seleciono o administrator (a princípio) e o grupo “domain users”. Agora vamos criar nosso compartilhamento. Acesse o menu lateral, “Services”, “Sharing”, “Windows(CIFS) shares”, “Add Windows share”. Preencha de acordo com suas preferências, apontando para o data set que criamos e determinamos as permissões.
Agora é só gerenciar e fazer ajustes finos. Vá na sua estação de trabalho, caso esteja utilizando o  Windows como é comum ter uma rede mesclada abra o “Gerenciador de Computador”.
Clique com o botão direito em Gerenciamento e clique em conectar a outro computador.
Digite o Ip do seu storage Freenas e clique em OK.
Feito isso, expanda o menu “Ferramentas do Sistema”, “Pastas compartilhadas”, “Compartilhamentos”.
E veja só. Nosso FreeNas interagindo com o gestor de computador remoto do Windows.
Agora clique com o botão direito no compartilhamento que deseja alterar, clique em propriedades e veja as opções. Você pode setar as permissões do compartilhamento e as permissões das pastas que estão dentro dele. Ajuste de acordo com sua necessidade, todos os usuários e grupos do seu AD estarão disponíveis na hora de setar as permissões.
Bom, por enquanto é isso! Espero que tenham gostado.
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Comentários