Conheça a história do BSD! Descubra de forma resumida o que é!

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Conheça a história do BSD! Descubra de forma resumida o que é!

Há quatro principais variantes BSD. Três delas (FreeBSD, OpenBSD e NetBSD) são totalmente livres, a quarta (MacOSX) é tecnicamente a parte nuclear de um sistema operacional que muitos nem considerariam como um variante BSD. As atuais variantes BSD são versões de código aberto do sistema operacional Unix AT&T original. Na verdade, todas vem do Unix desenvolvido na Universidade da Califórnia, em Berkeley. E BSD é a sigla de Berkeley Software Distribution. Significa que parte do código BSD original foi baseado no código Unix AT&T, que não era livre. 

Através de esforços de alguns membros chaves da equipe de desenvolvimento do BSD original, tais como William F. Jolitz, as partes finais do código foram desenvolvidas sob licença open source e produziram o 386BSD. Em 1993, o 386BSD foi dividido em duas grandes versões: NetBSD e FreeBSD, que eram formadas por diferentes objetivos e focos. Não surpreendentemente, cada um tem a sua própria história. O OpenBSD, terceira variante, chegou em 1996 e foi desenvolvido com o objetivo específico de fornecer segurança. 
O BSD incorporado ao Mac OS X é conhecido como Darwin. Ele está disponível como um componente totalmente separado. O Darwin é derivado de uma camada BSD do sistema operacional NextStep, desenvolvido pela NeXT, a companhia criada por Steve Jobs, após sua saí­da da Apple na década de 80. Tecnicamente, o Mac OS X é baseado no núcleo do FreeBSD, com o OS X 10.3 sendo baseado no FreeBSD 5.x. 
Ele é, no entanto, extremamente customizado além da base de código BSD. O grande benefício do Mac OS X é o Aqua GUI que permite que o OS X opera do mesmo modo que o sistema operacional MAC Os original, e ainda conta com outros benefí­cios como a flexibilidade de um kernel BSD eficiente.
Características em comum:
  • Kernel – multiplas funções, com controle de trabalho.
  • Segurança – sistema básico de log-in e autorização.
  • Interface shell – Bourne, C, Korn e outros shells.
  • Conexão – compatibilidade com o padrão TCP|UDP/IP standard e suporte para todos os protocolos de base (tais como finger, telnet, NFS e FTP).
  • Conexão third-party – suporte para Apache, compartilhamento de arquivo Mac (pelo NetAt) e do Windows (pelo Samba).
  • Base de utilitários – rica lista de utilitários built-in, como awk, cut, paste, sed e ed.

Além disso, pelo fato de serem sistema operacionais baseados em Unix, a grande maioria das ferramentas, utilitários e sistemas, como Perl, Python, Apache, MySQL, PostGreSQL, Java, C/C++, trabalha com BSD.

No entanto, por ser menos um Unix menos popular que o Linux, poucas aplicações empacotadas estão disponíveis. Alguns variantes do BSD tem compatibilidade com pacotes do Linux, Os sistemas BSDs tem a reputação de serem mais confiáveis que outras alternativas, muito pelo fato de eles serem desenvolvidos por equipes de desenvolvimento menores e mais focadas. Eles também tem uma base de código mais madura, visto que parte significativa do BSD vem das versões mais antigas do Unix.
Quer saber mais informações? Acesso o site do BSD:
[ads-post]
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários