GNU/Linux: Terminal não é brinquedo, conheça alguns dos comandos mais perigosos para o GNU/Linux!

GNU/Linux: Terminal não é brinquedo, veja alguns dos comandos mais perigosos para o GNU/Linux!

Apesar de muitos conhecerem o terminal, acabam não sabendo de todo o seu poder. É possível excluir tudo com apenas um simples comando, visando isto abaixo se tem os comandos que jamais deveram serem executados por brincadeira (caso queira fazer testes ou brincar com seu terminal, mas que sejam cientes dos riscos) por conta de seu poder de “destruição”. Citarei alguns pois existem vários.

# rm -rf /
P. O que faz um rm? 
R. Remove um arquivo 

P. O que é r? 
R. Recursão. Isso significa que dentro de uma pasta, de outra pasta naquela pasta e assim por diante. 
P. O que é f? 
R. Force. Isso significa que você está dizendo para o comando: “Nunca me perguntar nada. Basta fazer o que eu mandar fazer”. 
P. O que é /?
R. Seu diretório raiz! 
Caso execute, ele exclui tudo o que encontra no diretório raiz.

# mv /home/seuusuario/* /dev/null
P. O que é mv? 
A. Mover arquivos. 
P. O que é /dev/null? 
A. Nulo, não significa nada. Em outras palavras, é um buraco-negro. 
Se você executar o comando acima ele irá mover todos os arquivos dentro do seu diretório home para um buraco-negro, e de lá ninguém tira.
# mkfs.ext3 /dev/sda
Os dados de seu disco rígido sumirão e nunca voltarão. Isso foi uma festa de despedida para seus documentos, você acabou de executar algo similar a um “format C:*.*”. 

Obs: Linux pode te auxiliar a ter o domínio de seu computador, mas também pode te prejudicar caso não tenha conhecimento de seus comandos que podem destruir tudo. Por isto sempre leia e saiba o que está fazendo em seu sistema, bem como tio Ben diz ao Peter Parker: “Com grandes poderes, vem grandes responsabilidades”.
[ads-post]

Comentários