Notícias sobre Ubuntu, Debian, Fedora, Linux, Android, Tecnologia, LibreOffice e muito mais!

Desenvolva aplicativos para iOS com Swift Open Source

Você já não precisa mais de um Mac para construir aplicativos para iOS. Swift a linguagem de programação da Apple, tornou-se open source.
A Apple apresentou o Swift como uma surpresa durante sua Worldwide Developers Conference 2014, o Swift veio para substituir o Objective C que ate então era a linguagem utilizada no desenvolvimento para  OS X e iOS.
Quer desenvolver para iOS e não tem um Mac? Seus problemas acabaram! Swift OpenSource
Apenas alguns meses depois que a Apple lançou o Swift para iOS, a linguagem tornou-se um dos mais populares para os desenvolvedores. Ao abrir a plataforma para além dos limites de Cupertino, a Apple espera que o poder da comunidade de desenvolvimento torne o Swift tão poderoso quanto o Java, a medida que amadurece.
A Apple para provar que tá levando à sério sua política de lançamento opensource do Swift, publicou um port do Swift para sistemas Linux. Caso queira utilizar o port do Linux, você precisará de um PC com suporte x84, de 64 bits e baixar o código-fonte para compilar o Swift ou baixar os binários pré-construídos para o Ubuntu. Apple diz que o port o Swift para Linux, ainda está em desenvolvimento, mas já é útil para ser experimentado em uma máquina Linux e usado para codar.
A Apple incluiu o compilador Swift, uma máquina virtual de baixo nível, ou LLVM, um depurador de baixo nível e REPL, ou para a codificação interativa, semelhante ao Python. O Swift Package Manager também está disponível para construir código enquanto repositórios de pacotes estão disponíveis no GitHub.
Uma das principais vantagens do Swift é que a programação se torna mais fácil e rápido por conta da técnica de Playgrounds: Você pode modificar o código “on the fly” sem recompilar e ainda assim ver os efeitos.
Quer desenvolver para iOS e não tem um Mac? Seus problemas acabaram! Swift OpenSource
Quando a Apple reconheceu que abriria o código fonte da linguagem, alguns se perguntaram exatamente o quanto “aberto” seria, dado o desejo da Apple para controlar hardware e software em seu ecossistema.
E assim, a primeira gigante vai se curvando ao poder da colaboração e da comunidade para fortalecer seu ecossistema de desenvolvimento e oxigená-lo. A Apple sempre teve seu pé no opensource, afinal seu kernel, o Mach, que é baseado no Darwin, um sistema BSD, são todos de código aberto.

Colaborador: Leandro França de Mello

Comentários