Notícias sobre Ubuntu, Debian, Fedora, Linux, Android, Tecnologia, LibreOffice e muito mais!

Conheça o Mosh (Mobile Shell) uma alternativa para acesso remoto SSH

Mosh (Mobile Shell) um alternativa muito usada pelo mundo inteiro, conheça!

Mosh (Mobile Shell) é sem dúvida a melhor alternativa quando falamos na necessidade de conexão via SSH em sistemas Linux. Não existe nada mais seguro do que conexões via SSH, em especial quando vamos realizar manutenções e nem sempre estamos numa rede segura, estável.

O que é o Mosh (Mobile Shell) ?

Mosh quer dizer Mobile Shell é um aplicativo para uso via terminal para acesso remoto que suporta conectividade intermitente, permite roaming e fornece echo local inteligente.

É semelhante ao SSH e oferece mais recursos. Mosh é um substituto para o SSH além de ser mais robusto e responsivo. Especialmente, ele pode manter a sessão ativa quando você se mudar por exemplo, de um Wi-fi para uma rede com fio, ou usando dados móveis, enfim, qualquer tipo de conexão.

O Mosh, inicialmente estabelece a conexão remota através de SSH e usa as mesmas credenciais, executa o programa auxiliar que é o mosh-server não-privilegiado no servidor finalmente fecha a conexão SSH e inicia o mosh-cliente. O Mosh é um software livre, disponível para GNU/Linux, BSD, macOS, Solaris, Android, Chrome e iOS.

Recursos do Mosh

  • Mosh mantém a sessão ativa se você for dormir e acordar mais tarde, ou caso a internet caia.
  • Mosh permite que o cliente e o servidor mudem endereços de IP, quando você trocar do Wi-fi para um internet cabeada por exemplo, você não será interrompido.
  • Mosh avisa o usuário sobre a queda do sinal da Internet e reconecta quando a rede estiver disponível.
  • Ele dá uma resposta instantânea quando você digita, apaga e edita linhas, mesmo em rede lenta, porque ele executa um modelo preditivo do comportamento do servidor em segundo plano e adivinha o toque de tecla de forma inteligente.
  • Mosh não requer privilégio de root para ser executado.
  • Mosh manipula a perda de pacotes de forma genial, uma vez que a sua base UDP.
  • Mosh suporta links de internet com perdas de pacote ou que tenha perda de uma fração significativa de seus pacotes.
  • Mosh pode funcionar melhor com Unicode do que SSH ou emuladores de terminal existentes, mas requer um ambiente UTF-8 para que isso possa funcionar.
  • Mosh usa portas UDP dinâmicas de 60000 a 61000.

Instalando o Mosh no Ubuntu, Debian, Fedora, Arch Linux, openSUSE

Instalando o Mosh

Comentários