Unity Greeter

Ubuntu substituirá LightDM pelo GDM

Com o GNOME Shell, agora instalado como a área de trabalho padrão no Ubuntu 17.10, algumas decisões em outros detalhes estão começando a surgir. Um deles é qual o gerenciador de exibição deve ser usado na tela de login. E uma decisão foi alcançada: o Ubuntu 17.10 usará GDM (GNOME Display Manager) por padrão, substituindo o LightDM.

O GDM aparecerá nos principais repositórios do Ubuntu em breve. Após isso, será adicionado aos vários pacotes que compõem a experiência padrão da área de trabalho do Ubuntu. E, por último, chegará por padrão nas compilações diárias. Isso leva tempo, então não espere abrir o sistema e vê-lo ainda.

Ubuntu usará GDM

Robert Ancell engenheiro de software da Canonical, faz o seguinte comentário sobre as mudanças:

“Nós tentamos usar a tela de bloqueio do GNOME Shell rodando com LightDM e usando o GNOME Shell como LightDM Greeter. Mesmo que isso ainda parece possível, não é fácil corrigir o GNOME Shell, pois o código GDM é difícil de desacoplar “, explica Ancell.

“Dada a carga de trabalho que temos e os riscos na modificação do GNOME, a decisão é usar o GDM para 17.10 e, portanto, 18.04 LTS”.

O que isso significa para você  usuário? Em suma, nada. Afinal, você nunca vê LightDM (o que você vê é o Unity Greeter, que corre em cima do LightDM).

Dado os comentários anteriores da Ancell sobre Unity Greeter que eram “nós claramente não usávamos isso”. É provável que o GDM Greeter (que não tem um nome específico) será usado no futuro.

Então, a decisão significa uma tela de login e debloqueio totalmente novas.

O GDM não é muito diferente de usar. Você ainda pode alternar entre diferentes sessões da área de trabalho. Além de acessar alguns recursos adicionais, como controles de música na tela de bloqueio.

Um recurso que você não encontrará é sessões de convidados. Como está hoje, o GDM não oferece suporte a sessões de convidados. Mas, para ser justo, o Ubuntu também não. No mês passado, o Ubuntu lançou uma atualização que desabilita as sessões de convidados no LightDM, devido a uma falha de segurança. Falha essa, que poderia permitir que os usuários da sessão convidados acessassem os conteúdos das pastas domésticas de outros usuários.

Suporte ao LightDM limitado a “Bug Fixes”

Ancell acrescenta que o Ubuntu “continuará a suportar o LightDM para os lançamentos suportados do Ubuntu” (14.04 LTS, 16.04 LTS e 17.04) e “para uso em outros sabores”.

O suporte será limitado a correções de erros, pela equipe do Ubuntu. Porém, o LightDM é de código aberto e qualquer pessoa pode se envolver para contribuir com correções, patches e recursos.

Comentários