Linux Kernel 4.13 e as novidades dos últimos 15 dias!

Saiba o que vem por aí no Linux Kernel 4.13

O Linux Kernel 4.13 está com o seu desenvolvimento a todo vapor, no domingo passado foi lançado o Linux Kernel 4.12 que inclusive fizemos um tutorial mostrando como instalar a versão mais recente o Kernel Linux no Ubuntu, Debian, openSUSE, Fedora e em outras distros Linux. 

As novidades são muitas, a primeira é que a equipe do Linus vai usar boa parte das contribuições da Canonical, a mantenedora do Ubuntu na versão 4.13, mas lembre-se que são apenas códigos para o Kernel, não tem nada a ver com o ambiente de desktop.

Como sempre, vamos para a numerologia do Linux Kernel 4.13, até este momento cerca de mais de 500 patches (correções) estão sendo disponibilizados, e esse número tende a aumentar com os passar dos dias. E você pode ver estas estatísticas através da lista pública do Kernel.org.

Melhorias no gerenciamento de energia no Linux Kernel 4.13

A primeira mudança é em torno do gerenciamento de energia, que já começa para o Intel P-State, pois é a famosa frequência do processador existem pessoas que aumentam ou diminuem através de gerenciadores, só que isso estava gerando alguns problemas no consumo de energia, e também estava gerando informações incorretas ao usar aqueles aplicativos com o CPUInfo, agora no Linux, esta sendo estudado a possibilidade de usar o sysfs ao invés de tentar exportar para o proc/cpuinfo.

E ainda falando em energia, também foi adicionado o suporte para o hi3660 e rk3228. As CPU AMD 0x17 (Zen) que até que enfim vão funcionar no cpupower de forma correta, como deveria ser.

E para finalizar a sessão de gerenciamento de energia, a Dell refez um novo driver que vai “despertar” o computador de forma correta ao pressionar o botão power, isso para os computadores Dell mais novos.

Em torno do gerenciamento de energia, todas as mudanças inclusive essas que citei podem ser visualizadas na lista pública do Linux Kernel:

Mudanças Gerenciamento de Energia

Melhorias ARM no Linux Kernel 4.13

Quando falávamos em ARM muita gente nem acreditava em seu grande potencial. Nesta versão o Linux o Arnd Bergmann enviou alguns pedidos para a equipe do Linux Kernel, em especial em torno do SoM ARM.

Para as novas plataformas inclusas, já podemos citar o Action Semi S500/Owl para 32 e 64 bits, e também a Realtek RTD1295. O Rockchip RV1108 SoC que é ideal para quem vai usar câmera. O pessoal que usa Atmel também contam com o suporte para SoC e os testes já foram feitos no SAME70/V71/S70/V70.

Teste estão sendo feitos com o LeMaker Guitar Board, mais ainda não é nada concreto, funciona, mas digamos que é apenas uma colher de chá por enquanto. O roteador WiFi Linksys WRT3200ACM já esta funcionando adequadamente.

A placa BeagleBone Blue OMAP, plataforma Faraday SoC também estão funcionando e outras melhorias estão vindo. O Mediatek MT7623 também foi citado, e disseram que agora foi altamente melhorado o suporte.

E para finalizar nossa sessão ARM, agora a placa Allwinner que inclui o Orange Pi Win, Orange Pi Zero Plus 2, Nano Pi NEO2 e Orange Pi Prime já vão funcionar no Linux Kernel 4.13.

Existem outras mudanças que você pode visualizar na lista pública do Linux Kernel:

Mudanças para o ARM no Linux Kernel 4.13

Suporte a novos hardwares no Linux Kernel 4.13

Nesta sessão vamos abordar o suporte aos novos hardwares, geralmente são atendidos pedidos de drivers populares, ou quando a empresa que fabrica envia os patches para que funcione no Linux Kernel, o que quase nunca acontece.

Vamos começar pelas placas de som, na lista consta uma grande melhoria no código do ALSA, e não é só isso, também foi incluso o suporte ao SoCs Allwinner V3s, o codec Ensonic ES8316, Intel SST Atom que é usado por “tablets baratos” e dispositivos 2-em-1, suporte ao controlador Rockchip PDM, STM32 I2S e S/PDIF e suporte ao codec ZTE AUD96P22 e ao Realtek ALC215/ALC285/ALC289 e agora as placas ALC234/ALC274/ALC294 vão suportar o modo fone de ouvido.

Em torno do áudio veja o e-mail da lista pública do Linux Kenel abaixo:

Suporte a placa de som Linux Kernel 4.13

Enquanto a AMD Ryzen é suportada pelo kernel Linux, bem como pelas próximas CPUs Epyc, mas ainda estão devendo o monitoramento térmico. Embora pareça bastante trivial, como do Linux 4.13 Git, ainda não há nenhum driver suportado para poder ler as temperaturas da CPU baseadas no Zen no Linux.

A solicitação de envio de hwmon foi enviada hoje e, infelizmente, não contém alterações de suporte Zen para adicionar o suporte de leitura de temperatura Zen ao driver k10temp (o que atualmente suporta das CPUs da família AMD 10h através do Bulldozer/Kaveri/Carrizo, bem como APUs Como Kabini e Mullins) ou um novo driver.

Para ver todas as alterações do AMD Ryzen consulte o e-mail da lista pública do Linux Kernel:

Pedido do Hwmon

Este é um resumo das alterações do últimos 15 dias, cada link possuem a lista completa, apenas destaquei as que entendo como relevantes para o usuários em geral. Qualquer novidade voltaremos a postar.

Comentários