Red Hat resolve parar com desenvolvimento e adoção do Btrfs

Red Hat faz declaração que dá a entender que esta querendo desistir do Btrfs!

O Btrfs começou sua jornada de desenvolvimento em 2007 pela Oracle Corporation, onde o principal desenvolvedor é o Chris Mason, inicialmente ele trabalhada aprimorando o ReiserFS para a SUSE mas mudou para a Oracle no mesmo ano. O Btrfs continuou recebendo participação de empresas como a Intel, Red Hat, SUSE e Fujitsu e ainda é considerado o próximo sistema de arquivos de todas as distribuições, inclusive ele foi aceitado no Linux Kernel em 2009 e assim, muitas distribuições ofereceram o Btrfs como opção em seus instaladores.

A ideia é que o Btrfs seja um sistema de arquivos menos suscetível a falhas e erros. O desenvolvimento do Btrfs começou a decolar depois que o principal desenvolvedor do ext3 e ext4 anunciou em 2008 que mesmo que tentasse implementar melhorias na família extX estes ainda usariam tecnologia obsoleta.

E o que a Red Hat falou sobre o Btrfs?

Bom, na documentação lançada (cujo o link esta no item “através da” ao final do artigo) para o Red Hat Enterprise Linux 7.4. A Red Hat disse que o Btrfs esteve na mira deles desde a versão 6 do Red Hat Enterprise Linux, atualmente as versões já lançadas com o sistema de arquivos não sofreram alterações, inclusive permanecerá na versão 7 do Red Hat Enterprise Linux até que o versionamento vire, ou seja, mude do 7.X para a 8, por exemplo.

Eles deixaram claro que essa será a última atualização, então podemos entender que na versão 8 do RHEL o Btrfs poderá não estar mais disponível, no entanto, não sabemos se em breve eles poderão rever o sistema de arquivos. Ao final da nota, eles dizem que a Red Hat continua investindo em novas tecnologias para atender os seus clientes e demandas.

Não sabemos se essa decisão será definitiva ou temporária, mas torcemos para que seja apenas por algum um tempo.

No fim de tudo, a SUSE não falou nada até agora, e o SUSE Linux Enterprise Server 12 permanece oferecendo o Btrfs por padrão e as distribuições GNU/Linux ao redor do mundo ainda não comentaram o assunto, então vão continuar fornecendo o Btrfs como alternativa aos mais variados sistemas de arquivos no momento da instalação ou para formatar dispositivos.

O desenvolvimento do Btrfs não deve ser interrompido. Ao menos, até agora, nenhuma informação foi divulgada e infelizmente o projeto perde uma grande parceria no seu desenvolvimento.

Através da Red Hat

Comentários