in

4 sinais que te entregam como sendo um usuário Linux

Se você é um usuário compulsivo do Linux, provavelmente reconhecerá essas tendências.

4 sinais que te entregam como sendo um usuário Linux
Crédito da imagem: Larry Ewing and The GIMP; por geralt via Pixabay; modificada por Jen Wike Huger.

Os usuários do Linux são um grupo diversificado, mas muitos de nós compartilham alguns hábitos. Você pode não ter nenhum dos sinais reveladores listados neste artigo e, se você é um novo usuário do Linux, pode não reconhecer muitos deles… ainda. Aqui estão 4 sinais que te entregam como sendo um usuário Linux.

1. Você acha que é uma tarefa difícil clicar mais de duas vezes para fazer alguma coisa.

Usuários de Linux gostam de eficiência. Embora nem todos os usuários do Linux estejam sempre com pressa para fazer as coisas, existem convenções nos desktops Linux que buscam reduzir o número de ações necessárias para realizar qualquer tarefa. Aqui estão alguns exemplos.

  • No gerenciador de arquivos do KDE chamado Dolphin, um único clique abre um arquivo ou diretório. Supõe-se que, se você deseja selecionar um arquivo, pode clicar e arrastar ou pressionar Ctrl + Clique. Isso pode confundir os usuários que estão acostumados a clicar duas vezes em tudo, mas depois de tentar ações de clique único, geralmente não é possível voltar aos cliques duplos.
  • Na maioria dos desktops Linux, um clique com o botão do meio do mouse cola o conteúdo mais recente da área de transferência.
  • Em muitos desktops Linux, as ações de arrastar podem ser modificadas pressionando as teclas Alt, Ctrl ou Shift. Por exemplo, Alt + Arrastar move uma janela no KDE e Ctrl + Arrastar no GNOME faz com que um arquivo seja copiado em vez de movido.

2. Você nunca executou nenhuma ação em um computador mais de três vezes porque já a automatizou.

Muitos usuários de Linux esperam que seu computador trabalhe mais do que eles. Embora demore tempo para aprender a automatizar tarefas comuns, tende a ser mais fácil no Linux do que em outras plataformas, porque o terminal Linux e o sistema operacional Linux são muito bem integrados. As coisas fáceis de automatizar são as ações que você já executa em um terminal, porque os comandos são apenas cadeias que você digita em um intérprete e esse intérprete (o terminal) não se importa se você digitou as cadeias manualmente ou se está apenas apontando para um script.

Por exemplo, se você mover com frequência um conjunto de arquivos de um lugar para outro, provavelmente poderá usar a mesma sequência de instruções que um script, que pode ser acionado com um único comando. Imagine que você está fazendo isso manualmente todas as manhãs: É uma sequência simples, mas repeti-la diariamente não é a maneira mais eficiente de gastar seu tempo. Com um pouco de tempo, você pode automatizar a tarefa com um script simples.

Vale a pena investigar essas tarefas repetitivas e incômodas. Você nunca sabe o quão simples e rápido é o seu trabalho para um computador!

3. Você salta de distro em distro

4 sinais que te entregam como sendo um usuário Linux
Debian Linux. Imagem: Reprodução / Opensource.com.

Não importa o quão boa é uma distribuição; parte do prazer de ser usuário de Linux é a liberdade de ser indeciso sobre qual distro você executa. À primeira vista, são todas basicamente iguais. Mas, dependendo do seu humor, você pode preferir a estabilidade do CentOS às constantes atualizações do Fedora. E às vezes você usa um sistema operacional alternativo.

4 sinais que te entregam como sendo um usuário Linux
OpenBSD, que não é uma distribuição Linux. Imagem: Reprodução / Opensource.com.

O ponto é que as distribuições Linux são projetos apaixonados, e é divertido fazer parte das paixões de código aberto de outras pessoas.

4. Você tem uma paixão pelo código aberto.

Independentemente da sua experiência, se você é um usuário Linux, sem dúvida tem uma paixão pelo código aberto. É por sua causa que existe uma comunidade de código aberto, e a comunidade é mais rica por tê-lo como membro.

Neste artigo, você viu 4 sinais que te entregam como sendo um usuário Linux.

Com informações de Opensource.com.

Leia também:

Como você pode contribuir para o código aberto?

6 maneiras de você contribuir com o Linux

Escrito por Leonardo Santana

Astrônomo amador e eletrotécnico. Apaixonado por TI desde o século passado.

IBM lança Cloud Pak for Security

Compra da Red Hat pela IBM será analisada pelo Cade em novembro

7 coisas para considerar ao escolher uma VPN

7 coisas para considerar ao escolher uma VPN