SempreUPdate
Notícias sobre Ubuntu, Debian, Fedora, Linux, Android, Tecnologia, LibreOffice e muito mais!

#9 – Administração de Sistemas Linux – Comandos úteis – Parte 5

Chegamos a nossa 5ª parte dos comandos úteis!

Acredito que você estava esperando por mais essa parte do curso de Administração de Sistemas Linux, o curso como havíamos dito antes é gratuito, online e já estamos verificando a possibilidade de fazer um teste online com certificação, mas ainda é um plano e estamos em contato com algumas escolas nacionais importantes para concluir isso, se der certo, ao final deste curso você será convidado a fazer uma prova online para testar seu conhecimento, e com isso terá um certificado.

Nota: Pedimos sempre que evitem usar o Adblock em nosso site, temos um custo alto, não temos nenhuma empresa por trás, e por isso, dependemos dos anúncios para manter o site de pé!

Comando grep

O comando grep é sem dúvida uma dos mais utilizados quando o assunto é hardware. O comando grep também possui a função de localização, só que ele busca por palavras que podem estar no corpo do arquivo, no título, no nome do arquivo ou até diretório, ele faz uma varredura e o seu retorno é rápido, não demora muito.

Sintaxe do grep: grep {expressão} {arquivo}

Opções do grep:

  • -a, –text : trata arquivos binários como se fossem arquivos de texto.
  • -c : imprime somente a contagem das linhas com expressão.
  • -e padrão : define qual padrão deve ser procurado (usado apenas quando a pesquisa usa mais de um padrão).
  • -i : ignora a diferença entre letras maiúsculas e letras minúsculas.
  • -l : exibe o nome do arquivo ao invés da saída normal do comando grep.
  • -n : mostra o número de cada linha em arquivo com expressão.
  • -s, –no-messages : não exibe mensagens de erro.
  • -v : mostra todas as linhas de arquivo, exceto as linhas com expressão.

Você pode testar todas as opções, mas vamos mostrar um exemplo já para você ficar craque, um detalhe, este comando também não afeta em nada o seu sistema, então pode “brincar” com ele à vontade, ele só faz leitura.

curso-administração-sistemas-linux

Observe que foi feita uma busca em um arquivo específico, e ele fez a leitura do arquivo em busca do termo “printers”, no entato ao usar o -v como uma opção, ele iria fazer o contrário, iria buscar as linha que não contem o termos que buscamos a pouco.

Comando cut

O comando cut entra na lista dos básicos, ele é muito usado para selecionar colunas de texto em um arquivo, qualquer arquivo.

Sintaxe do cut: cut {opções} {arquivo}

Opções do cut:

  • -c : define os caracteres a serem selecionados.
  • -b : define os bytes a serem selecionados.
  • -d [caractere] : determina qual será o caractere delimitador de campos a ser utilizado no lugar do delimitador padrão, o TAB.
  • -f [campos] : exibe a lista dos campos selecionados. Quando não há o caractere delimitador na linha, ela é exibida completa.
  • –version : fornece a versão do aplicativo.
Todos os comandos que vimos até agora, é sempre muito importante ter uma mente bem atenta e buscar situações em que podemos usá-los, é sempre bom ser esperto ou mesmo ter um mente que sabe criar condições de solução.
Como exemplo, imagine que você trabalha em um empresa onde há alguns administradores de sistema, e eles precisam que você verifique se o login deles foram criados para uma máquina ou até mesmo a sua, para isso vamos usar o cut.

curso-administração-sistemas-linux

Observe que ali mostra tudo o que foi criado, inclusive podemos observar o uso das opções -d que é o delimitador e a opção -f que remete a coluna que queremos, neste caso a 1.

Comando head

O comando head também faz a leitura de um arquivo, nele você consegue especificar a quantidade de linhas que quer ver.

Sintaxe do comando head: head {opções} {arquivo}

Opções do comando head

  • -c [num[bkm]] : mostra os num primeiros bytes, kbytes ou Mbytes do arquivo (o padrão é bytes).
  • -n [num] : mostra as num primeiras linhas do arquivo (o padrão é 10).
  • -v : mostra cabeçalho sobre o arquivo.
  • –help : lista as opções do aplicativo.
  • –version : mostra informações sobre o aplicativo.

Assim como no cut, vamos continuar usando o arquivo passwd, só que ao invés de coluna, vamos ver a linha completa, no comando abaixo vamos ver as 3 primeiras linhas.

curso-administração-sistemas-linux

Pronto, as três primeiras linha foram exibidas!

Comando tail

Observe que sempre estamos interligando os comandos, então o comando tail faz o contrário do head, enquanto o comando head exibe as primeiras linhas o tail vai exibir as últimas.

Sintaxe do comando tail: tail {opções} {arquivo}

Opções do comando tail:

  • -c [num[bkm]] : mostra os num primeiros bytes, kbytes ou Mbytes do arquivo (o padrão é bytes).
  • -f : continua indefinidamente tentando ler caracteres ao final do arquivo, assumindo que o arquivo está crescendo. O comportamento é semelhante ao comando less +F.
  • -n num : mostra as num últimas linhas do arquivo (o padrão é 10 linhas).
  • –help : exibe as opções do aplicativo.
  • –version : fornece informações sobre o aplicativo.

Abaixo vamos pedir para ver as 4 últimas linhas, mas também você pode usar a opção -f que vai mostrar as últimas dez linhas.

curso-administração-sistemas-linuxAí estão as 4 últimas linhas do nosso precioso arquivo passwd!

Comando more

O comando pode pode ter um certa lógica para quem não entende nada de comando nenhum, assim como em sites e blogs, o more é usando no Linux justamente para a mesma função, ver mais do que esta sendo exibido, mas que não cabe na tela, em suma, sempre vamos usar o more quando o arquivo for muito grande e ele não puder ser exibido por completo em nossa tela.

Sintaxe do comando more: more {opções} {arquivos}

Opções do comando more:

  • -d : mostra o menu de opções do aplicativo.
  • +num : mostra o arquivo a partir da linha num.

Atalhos no teclado:

  • Para sair do aplicativo digite q (de quit em inglês que significa sair).
  • Use as teclas f, Ctrl+F, Enter ou Space para avançar.
  • Use as teclas b ou Ctrl+B para voltar as páginas.
  • Digite h para ver a lista das teclas disponíveis para navegação no aplicativo (tecle espaço para voltar ao texto).
  • Para sair do aplicativo digite q.
Como eu não tenho nenhum arquivo imenso no meu computador, vou tentar explicar uma detalhe. O comando more sempre vai se basear no tamanho da sua tela, então caso você esteja lendo algum arquivo como termos de uso de algumas aplicações, ele deve aparecer para você automaticamente, não por ele ser automático, mas porque dentro do processo de instalação daquele pacote ou da execução do shell script, o desenvolver incluir o comando more nos termos e aí você vai poder visualizar ele.
Basicamente você verá algo como “–more–(xx%) onde o item entre parentêses vai se basear no total de caracteres que você esta visualizando. Pressionando ENTER você vai rolar o texto por linha e ao pressionar o espaço você vai rolar por tela, ou seja, ele vai exibir a quantidade máxima que sua tela consegue visualizar, e caso você não queira mais ver o arquivo usando o comando more, você pode pressionar q que vem do quit e aí você saí e não verá mais o arquivo em exibição. Este comando também não danifica o seu computador, ele só fa leitura.

Comando less

O comando less possui a mesma funcionalidade do comando more que viamos a pouco, a única diferença e que pode ser significativa, é que você consegue rolar o texto imenso usando apenas as teclas direcionais, aquelas que temos nos teclados, e é essencial nestes casos onde não temos um ambiente instalado, na verdade, tudo o que estamos vendo até agora, é de fato para quem vai administrar o Linux sem ter um ambiente. No comando less também há um recurso que o comando more não possui, que é uma ferramenta que busca, basta digitar o que você quer procurar e depois pressionar / a barra de data.

Sintaxe do comando less: less {arquivo}

Opções do comando less:

  • + : Se a opção começa com este sinal, então a opção é usada como um comando inicial para o aplicativo less.
  • -? ou –help: Lista um sumário das opções do aplicativo less.
  • +num : Mostra arquivo a partir da linha num.
  • -N : Numera as linhas do arquivo.
  • -n : Não numera as linhas do arquivo (é o padrão).
  • +F : Continua indefinidamente tentando ler caracteres no final do arquivo (assume que o arquivo está crescendo). O comportamento é semelhante ao comando tail -f.
  • +G : Posiciona no final do arquivo.

Atalhos disponíveis, usando o teclado:

  • Use as teclas Page-Down, Ctrl+F ou Space para avançar nas páginas.
  • Use as teclas Page-Up ou Ctrl+B para voltar as páginas.
  • Use Enter para avançar apenas uma linha por vez.
  • Digite h para ver a lista das teclas disponíveis para navegação no aplicativo (digite q para voltar ao texto).
  • Para procurar uma palavra, digite / e, em seguida, entre com a palavra. Para procurar a próxima palavra e a palavra anterior no texto use, respectivamente, n e N.
  • Para sair do aplicativo digite q.
Como não tenho outro arquivo grande, então fica por conta de sua criatividade para testar todos os comandos, falta so mais alguns comandos que considero essenciais para terminamos essa parte voltada para comandos do curso de administração de sistemas Linux. Até a próxima parte.
Comentários