Artigo

A censura escondida de igualdade: O que pode estar por trás do novo CoC? Part.2

0
A censura escondida de igualdade: O que pode estar por trás do novo CoC? Part.2
O que pode estar por trás da implementação do novo CoC?

Essa é o segundo e ultimo post da minha tentativa de expressar uma leitura mais cética e realista a cerca da substituição do CC (Código de conflito) para o CoC (Código de Conduta).

Posterguei a sua postagem pois estava em final da faculdade e por isso tinha que dar uma atenção especial.  Caso não tenha lido o primeiro, clique aqui e leia para poder entender melhor. A censura escondida de igualdade: O que pode estar por trás do novo CoC? Part.2

Roupagem nova, interesses velhos

O mundo open-source tem uma relação de amor e ódio com varias grandes instituições e governos no mundo. Frequentemente os desenvolvedores do projeto se veem fortemente pressionados para cederem aos mais diversos desejos que abrange desde as coisas simples até complexas e polêmicas como um pedido da NSA feito ao Linux Torvalds afim de incluir no código-fonte do linux backdoors.

Esse interesse absurdo por censura e controle ao longo do tempo se mostra de diversas maneiras. Em algumas iniciativas assume a roupagem como defensor dos produtores de conteúdo , já em outras usa o pretexto de segurança nacional para atingir seus objetivos. Infelizmente temos nossas versões nacionais deste tipo de tentativa tais como; o projeto que propõe solicitar o CPF de usuários, o PSOL solicitar a Justiça que proibisse o Whatsapp durante as eleições etc..

O papel de grandes corporações

A relação do open-source com o mercado e empresas sempre foi conturbado. Por um lado, contribuem ativamente com todo o mundo do software aberto e até com o livre, pois é esta é a melhor forma de se obter avanços significativos na qualidade de maneira rápida, obtendo sempre feedbacks detalhados e valiosos para a resolução de bugs e demais problemas, como uma interface ou design ruim, etc.

A microsoft que hoje flerta com o mundo open-source também é a microsoft que em um passado recente chegou a se referir ao projeto linux como um cancer , além de recentemente dificultar a adoção de distribuições linux em conjunto com o windows 8 e 10 e mesmo hoje, com os ambientes de atuação de cada uma das organizações mais bem delimitado, o linux ainda é considerado uma  “ameaça de retrovisor“, segundo o ex-CEO steve ballmer.

Muito além da competição técnica

A briga que o movimento open-source sempre trouxe para o mercado vai muito alem de apenas dinheiro. É uma filosofia de liberdade que incomoda as grandes corporações e governos pois dá todo o poder de escolha e participação para o usuário. Coloca o usuário em tal evidencia que atrapalha qualquer plano de dominação ou controle. Essa rivalidade vai desde a microsoft até a Google, mesmo esta ultima sendo muito mais amigável a iniciativa de software livre. Vai da china que a tempos procura controlar cada aspecto da vida de seus cidadãos,  passa pela união europeia e chega até às Américas.

E é ai que pode cair bem a pergunta; Será que alguma empresa ou governo, seja de maneira direta ou indireta, está  contribuindo para esse cenário?

Como relatado no primeiro post desta serie, a adoção deste código de conduta abre precedentes, e já foi usado para este fim, para perseguição de opositores ou desafetos.  Enfim é apenas um convite a reflexão da comunidade. E você, já parou para pensar nisso?!

Instalar o Editor de Vídeo Flowblade 2.0 no Debian

Previous article

Como instalar o Linux Kernel 4.20.7 no Ubuntu, Debian, Fedora, Linux Mint, openSUSE, e em qualquer distro Linux!

Next article

You may also like

More in Artigo