A quantidade de mulheres em empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação deve aumentar em breve

Empresas pretendem aumentar o número de mulheres nas TICs

Jardeson Márcio
3 minutos de leitura

As mulheres estão cada vez mais desenvolvendo suas habilidades em diversos campos, e a Tecnologia da Informação é um deles. A verdade é que as mulheres são excelentes em qualquer trabalho que se proponham a fazer e, é essencial vê-las ocupando os mais diversos cargos nas empresas. Inclusive, a quantidade de mulheres em empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação deve aumentar em breve, pelo menos é o que pretendem as empresas.

Mais mulheres em empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação

Entre os especialistas em TI em empresas de TI e telecomunicações, apenas um em cada vinte é mulher. A associação digital Bitkom descobriu isso em uma pesquisa com mais de 500 empresas de TIC. Muitas empresas querem mudar isso.

Em 2023, a proporção de mulheres na força de trabalho no setor de TIC como um todo foi praticamente a mesma do ano anterior (14%), com uma média de 15%. Grandes empresas com mais de 500 funcionários estão um pouco mais longe e, em média, uma quarta posição (26%) pode ser preenchida por uma mulher.

Para empresas de médio porte (50 a 499 funcionários), a proporção é de 16%. Em pequenas empresas com 10 a 49 funcionários, é de 14%, informa a Bitkom (Via: Linux Magazin). Em cada cinco pequenas empresas não há sequer uma única mulher no mercado de trabalho. Mas, isso deve mudar em breve.

a-quantidade-de-mulheres-em-empresas-de-tecnologia-da-informacao-e-comunicacao-deve-aumentar-em-breve

Baixa proporção de mulheres no mercado de TIC

A baixa proporção de mulheres também se deve ao fato de que significativamente mais meninos do que meninas decidem fazer um estágio ou estudar na área de TI depois da escola. Em média, apenas um em cada 20 cargos de trainee (5 por cento) no setor de TI é ocupado por uma mulher. A ideia é mudar isso no futuro e, trazer mais mulheres para esse importante setor.

Muitas empresas querem resolver o problema. Até 2023, quase uma terceira empresa (31%) estabeleceu metas para aumentar a proporção de mulheres. A pesquisa constatou que 19% estavam planejando isso em termos concretos e 24% estavam discutindo. Além disso, 22% dizem que tais metas internas não são um problema para eles. Aqueles que não estabeleceram metas justificam sua relutância principalmente com a falta de candidatos qualificados (72%). Por outro lado, apenas 8% não veem necessidade de ação.

Esperamos que o mercado de TIC consiga agregar mais mulheres. E, isso nem se trata apenas de uma forma de inclusão e igualar direitos, mas do reconhecimento do trabalho fantástico que uma mulher pode fazer em qualquer campo do trabalho.

Share This Article
Follow:
Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias. Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.