AMD implementa suporte “PerfMonV2” ao Linux nos processadores Zen 4

Claylson Martins
3 minutos de leitura

A AMD não para de implementar novidades exclusivas para o kernel Linux. Um dos recursos mais recentes diz respeito ao patch do kernel Linux da AMD em preparação para os processadores “Zen 4” de próxima geração que está habilitando o suporte “PerfMonV2” do AMD Performance Monitoring Versão 2.

A atividade do kernel Linux da AMD em torno de processadores “next” e de “nova geração” continua aumentando nas últimas semanas. Dado o momento e a AMD não estar em um estágio de lançar patches publicamente para recursos de processador com várias gerações de antecedência, isso basicamente significa Zen 4.

O conjunto de patches do kernel Linux desta manhã é para alterações que habilitam os recursos do AMD Performance Monitoring V2. Trata-se de habilitar o suporte para contadores de desempenho da AMD no Linux. Durante anos, eles permitiram que seus contadores de desempenho fossem expostos por meio do subsistema perf. Então, agora estão preparando o PerfMonV2 com antecedência para futuras CPUs.

AMD implementa suporte “PerfMonV2” ao Linux nos processadores Zen 4

O suporte ao PerfMonV2 é verificado com base em um novo bit de recurso da CPU. Porém, dado o tempo, certamente será para os processadores Zen 4 que chegarão em alguns meses. O AMD Performance Monitoring V2 tem novos registros “globais” para permitir a ativação/desativação de vários contadores de desempenho ao mesmo tempo. 

Com o AMD Performance Monitoring até este ponto, todos os diferentes controles do contador de desempenho tiveram que ser configurados individualmente. No entanto, agora podem ser configurados facilmente de uma só vez usando os registros globais, quando presentes.

AMD implementa suporte "PerfMonV2" ao Linux nos processadores Zen 4
AMD implementa suporte “PerfMonV2” ao Linux nos processadores Zen 4

O AMD Performance Monitoring V2 também permite detectar sistematicamente o número de PMCs principais, em vez de ser definido estaticamente por família. Há também uma correção para o código KVM x86 como parte desta série. O objetivo é evitar a tentativa de acessar um MSR inválido que resulta na interrupção da inicialização do convidado KVM ao detectar PerfMonV2. Este patch deve ser portado de volta para a série estável do kernel Linux e corrigir adequadamente as coisas a tempo para as CPUs Zen 4 aparecerem.

Portanto, esses patches iniciais de ativação do AMD PerfMonV2 estão preocupados com nenhum outro recurso sendo exposto ainda por esse trabalho de código. Veja esta série de patches para este suporte inicial ao PerfMonV2. No entanto, ele só deve mesmo fazer parte do kernel Linux a partir da versão 5.19.

Via Phoronix

Share This Article
Follow:
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.