Android 13 finalmente trará o suporte oficial para exFAT

Outros OEMs poderão adaptar o suporte exFAT diretamente do AOSP assim que o Google exportar suas alterações do Android 13

Jardeson Márcio
3 minutos de leitura

Há muitas expectativas para o lançamento da versão estável do Android 13. No entanto, as versões beta já nos trazem muitos recursos finalizados, por exemplo. Um desses recursos é a capacidade de um dispositivo Pixel lidar com arquivos maiores que 4 GB na memória de disco. O Android 13 finalmente trará o suporte oficial para exFAT.

Se você possui um dispositivo Android que não é do Google e usa unidades exFAT com ele, pode achar que isso não é muita coisa. Acontece que eles estavam pagando à Microsoft, criadora do exFAT em 2006 e, portanto, seu proprietário, para apoiá-lo para que seu hardware pudesse funcionar com a ampla variedade de acessórios formatados em exFAT.

A Samsung foi um dos OEMs que pagou pelo suporte e, posteriormente, desenvolveu um driver exFAT. Depois que a Microsoft divulgou o exFAT em 2019 e incentivou sua integração ao Linux, a comunidade do kernel começou a trabalhar em maneiras de fazê-lo. O driver exFAT da Samsung foi reformulado e, finalmente, foi escolhido para ser colocado no Linux 5.7.

android-13-finalmente-trara-o-suporte-oficial-para-exfat

Suporte exFAT no Android 13

O desenvolvimento do kernel do Android e os desenvolvedores da cadeia não gostam de ter que pular versões tão rapidamente, preferindo manter o suporte de longo prazo para qualquer versão específica para garantir uma plataforma mais estável.

O Android Common Kernel mantido pelo Google era baseado no Linux 5.4 e não foi até 5.10 que ele formaria uma nova ramificação. De qualquer forma, os dispositivos Android 12 baseados no kernel 5.10 suportam tecnicamente a montagem e desmontagem do exFAT.

Acontece que o serviço de montagem para exFAT, conhecido como daemon de volume ou vold, verifica se ele tem acesso a alguns binários “auxiliares” específicos. Se eles não estiverem lá, o serviço de montagem falhará na verificação e não funcionará. Parece que as versões do Android 12 em que o Pixel 6 Pro estava sendo executado não tinham esses binários porque não estavam sendo chamados de sua biblioteca designada.

No entanto, agora, essa chamada está presente nas versões do Android 13. E é assim que o Android 13 passou a oferecer suporte ao exFAT oficialmente. Dito siso, em algum momento, outros OEMs poderão adaptar o suporte exFAT diretamente do AOSP assim que o Google exportar suas alterações do Android 13.

Agora pelo menos é oficial e os dispositivos Pixel contam com o suporte exFAT a partir do Android 13, já disponível na versão beta da atualização.

Share This Article
Follow:
Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias. Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.