Notícias

06/11/2021 às 14:30

5 min leitura

Avatar Autor
Por Jardeson Márcio

Apple trará chips de 3 nm para Mac e iPhone em 2023

O roadmap sugere que a Apple continuará a superar a Intel

Apple trará chips de 3 nm para Mac e iPhone em 2023

A Apple está conquistando o mundo do PC com sua primeira estreia de chips próprios dentro dos Macs. A empresa está usando os aprendizados conseguidos no desenvolvimento da série A de chips para iPhone e iPad e trazendo essa arquitetura para laptops e desktops. E, de acordo com as últimas informações, a Apple trará chips de 3 nm para Mac e iPhone em 2023.


O The Information disse que a Apple não tem intenção de desacelerar e tem planos para chips de segunda e terceira geração ainda mais rápidos nos próximos anos. O que pode realmente trazer os chips de 3 nm em 2023.

O M1, M1 Pro e M1 Max são fabricados em um processo de 5 nm. O relatório diz que a Apple seguirá com os chips de silício da Apple de segunda geração em 2022, usando um processo atualizado de 5 nm. Portanto, os ganhos de desempenho e eficiência em comparação com a geração M1 serão relativamente pequenos.

A Apple planeja que pelo menos alguns desses chips apresentem duas matrizes, dobrando o desempenho em máquinas que podem acomodar chips maiores, como os Macs de mesa.

Chips de 3 nm podem chegar aos dispositivos da Apple em 2023

apple-trara-chips-de-3-nm-para-mac-e-iphone-em-2023
Imagem: Reprodução | 9to5Mac

De acordo com as informações do The Information, a Apple e o parceiro de fundição TSMC planejam produzir chips de 3 nm para Macs já em 2023. Eles podem apresentar até quatro matrizes, com até 40 núcleos de CPU no total por chip. As três versões do chip de terceira geração têm o codinome ‘Ibiza’, ‘Lobos’ e ‘Palma’.

O roadmap sugere que a Apple continuará a “superar facilmente os futuros processadores da Intel para PCs de consumo”, de acordo com o relatório. Além disso, o iPhone também deve passar para chips de 3 nm em 2023, mantendo a liderança da Apple em desempenho de chips no mercado de smartphones.

A curto prazo, você pode esperar que o novo Mac Pro da Apple tenha pelo menos duas matrizes, em essência formando um design M1 Max duplo. Mark Gurman, da Bloomberg, sugeriu anteriormente que o chip mais sofisticado da Apple teria quatro matrizes.

O 9to5Mac relata que, o suposto MacBook Air 2022 contará com o primeiro chip de segunda geração da Apple, embora muito menos poderoso do que os chips de ponta devido às restrições térmicas da máquina. Mas, ainda assim, um chip poderoso.

Esperamos que a falta de microcondutores não afetem as intenções da Apple.

Via: 9to5Mac

Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias. Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.

Últimos artigos

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.