in

Astronautas adotam tecnologia de fala da Mozilla para controlar robôs lunares

Os robôs são frequentemente usados em aplicações espaciais para apoiar os astronautas.

Astronautas adotam tecnologia de fala da Mozilla para controlar robôs lunares
Os rovers lunares em forma de aranha da Spacebit rastejam na lua. Imagem tirada de uma animação dos robôs. Crédito da imagem: Spacebit.

A Mozilla, criadora do navegador Firefox, revelou um novo projeto no qual a organização está trabalhando com o Centro Aeroespacial Alemão, também conhecido como Deutsches Zentrum für Luft- und Raumfahrt (DLR), para integrar a tecnologia de fala da Mozilla em robôs lunares.

Astronautas adotam tecnologia de fala da Mozilla para controlar robôs lunares

Os robôs são frequentemente usados em aplicações espaciais para apoiar os astronautas. Eles trabalham em tarefas que incluem, entre outras, manutenção, reparos, cobertura fotográfica e para auxiliar em experimentos ou coleta de amostras.

Além disso, os robôs estão sendo treinados para fins de mineração em potencial na superfície da Lua. Todavia, por enquanto eles têm valor em ajudar os astronautas; mas seu valor e capacidade podem ser aprimorados.

Astronautas adotam tecnologia de fala da Mozilla para controlar robôs lunares
O mecanismo de aprendizado Deep Speech da Mozilla está deixando o planeta Terra para ajudar os astronautas.

O desafio que os astronautas podem enfrentar no espaço é controlar eficientemente os robôs e, ao mesmo tempo, enfrentar tarefas que exigem o uso de suas mãos.

Segundo a Mozilla, o mecanismo de reconhecimento automático de fala (ASR) do Deep Speech e o reconhecedor de fala para texto fornecem “controle de voz sobre os robôs quando os astronautas estão com as mãos ocupadas”.

A Mozilla diz:

O Deep Speech é composto por dois subsistemas principais: um modelo acústico e um decodificador. O modelo acústico é uma rede neural profunda que recebe recursos de áudio como entradas e gera probabilidades de caracteres. O decodificador usa um algoritmo de busca de feixe para transformar as probabilidades de caracteres em transcrições de texto que são retornadas pelo sistema.

Robótica inteligente

A agência espacial alemã tem engenheiros trabalhando duro para integrar o Deep Speech ao hardware do sistema. Além disso, a organização pretende contribuir com o projeto da Mozilla.

Ainda não se sabe quais robôs receberão a atualização do reconhecimento de fala para texto, mas o DLR foi responsável por projetos, incluindo o Rollin’ Justin, uma unidade móvel de dois braços criada para testar a colaboração astronauta-robô em terrenos difíceis.

O Instituto DLR de Robótica e Mecatrônica também está pesquisando o desempenho da robótica inteligente usando a “Rede Robótica Multifuncional de Ponta a Ponta” (METERON) na Estação Espacial Internacional.

Fonte: ZDNET