in

AWS da Amazon disse que mitigou um ataque DDoS de 2,3 Tbps, o maior de todos os tempos

Atualmente, a maioria dos ataques DDoS costuma atingir o pico na faixa de 500 Gbps.

A Amazon disse que seu serviço AWS Shield atenuou o maior ataque DDoS já registrado, interrompendo um ataque de 2,3 Tbps em meados de fevereiro deste ano. O incidente foi divulgado no AWS Shield Threat Landscape da empresa, um relatório detalhando ataques na web mitigados pelo serviço de proteção AWS Shield.

O relatório não identificou o cliente-alvo da AWS, mas disse que o ataque foi realizado usando servidores web sequestrados. O protocolo CLDAP é usado por ataques DDoS desde o final de 2016. Além disso, os servidores CLDAP amplificam o tráfego de DDoS de 56 a 70 vezes seu tamanho inicial. Como resultado, isso torna-o um protocolo muito procurado e uma opção comum fornecida por serviços DDoS de aluguel.

AWS da Amazon disse que mitigou um ataque DDoS de 2,3 Tbps, o maior de todos os tempos

O recorde anterior para o maior ataque DDoS já registrado foi de 1,7 Tbps, mitigado em março de 2018. Antes disso, o maior ataque DDoS já registrado foi um ataque de 1,3 Tbps que atingiu o GitHub, um mês antes, em fevereiro de 2018.

AWS da Amazon disse que mitigou um ataque DDoS de 2,3 Tbps, o maior de todos os tempos
Imagem: Link11.

Entretanto, ataques massivos de DDoS tornaram-se uma raridade, principalmente devido a provedores de serviços de internet (ISPs), redes de entrega de conteúdo (CDNs) e outros players importantes da internet trabalhando juntos para proteger sistemas vulneráveis.

Atualmente, a maioria dos ataques DDoS costuma atingir o pico na faixa de 500 Gbps. Assim, as notícias do ataque de 2,3 Tbps foram uma surpresa para os participantes do setor.

Por exemplo, em seu relatório trimestral do primeiro trimestre de 2020, o serviço de mitigação de DDoS da Link11 relatou que o maior ataque de DDoS mitigado foi de 406 Gbps. No seu relatório DDoS do primeiro trimestre de 2020, a Cloudflare disse que o maior ataque DDoS mitigado atingiu o pico de mais de 550 Gbps.

Fonte: ZDNET

Leia mais:

Linus Torvalds chama de estúpido patch da AWS para Linux que corrige falha da Intel