in

BMW continua fazendo grandes progressos com o Linux

Progresso da montadora alemã com Linux foi apresentado semana passada.

BMW continua fazendo grandes progressos com o Linux

Nos últimos anos, vimos a grande fabricante de automóveis BMW se engajar mais em código aberto e Linux. Na conferência Open-Source Summit Europe e Embedded Linux Conference Europe desta semana, eles conversaram mais sobre o crescente uso do Linux na linha de montagem para os automóveis.

Hélio Chissini de Castro, da BMW, apresentou-se no evento desta semana. Para quem não estava presente, seu deck de slides está disponível aqui (PDF).

BMW continua fazendo grandes progressos com o Linux. Alguns dos destaques incluem:

BMW continua fazendo grandes progressos com o Linux

  • O sistema de infotainment “unidade principal” do veículo da BMW está sendo executado no Linux;
  • O sistema operacional Linux da BMW é “do zero”, mas baseado no Yocto;
  • O código da BMW GUI foi portado para o Linux para preservar sua base de código legada;
  • Eles constroem tudo a partir da fonte internamente e não aceitam mais blobs binários arbitrários;
  • A BMW está participando do projeto ELISA da Linux Foundation para sistemas críticos de segurança de código aberto. Toyota, Suzuki e outros também estão envolvidos com o ELISA;
  • Eles também estão começando a usar o Linux em suas linhas de montagem.

O que é o Projeto ELISA?

BMW continua fazendo grandes progressos com o Linux

A missão do projeto Habilitando Aplicativos de Segurança em Linux (ELISA) é facilitar o processo para as empresas criarem e certificarem aplicativos críticos de segurança baseados em Linux. Ele foi lançado oficialmente pela Linux Foundation em fevereiro deste ano.

Segundo o comunicado do projeto, esses sistemas não podem apresentar falhas. 

Isso pode resultar em perda de vidas humanas, danos significativos à propriedade ou danos ambientais. Os membros do ELISA estão trabalhando juntos para definir e manter um conjunto comum de ferramentas e processos que podem ajudar as empresas a demonstrar que um sistema baseado em Linux atende aos requisitos de segurança necessários para a certificação, diz o anúncio oficial.

Com informações de Phoronix

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

afinal-existe-algo-que-nao-se-possa-fazer-sem-a-tecnologia-digital

Novas tecnologias e a privacidade: O que você precisa saber

Como instalar o OpenComic no Linux – Um leitor de quadrinhos e mangás

Como instalar o OpenComic no Linux – Um leitor de quadrinhos e mangás