in

Desenvolvedor da Microsoft mostra comandos do Linux perfeitamente integrados no Windows PowerShell

Segundo ele, a ideia surgiu após algumas dificuldades ao usar o WSL.

Desenvolvedor da Microsoft mostra comandos do Linux perfeitamente integrados no Windows PowerShell

E a Microsoft continua seu caminho rumo ao software livre. Agora, um desenvolvedor da Microsoft mostra comandos do Linux perfeitamente integrados no Windows PowerShell. Lembrando que o próprio Windows começou a oferecer suporte ao Tar e ao OpenSSH, entre outras melhorias de integração. Isso deve facilitar a vida de administradores tradicionais do Linux. Então, agora é possível integrar perfeitamente os comandos do Linux no PowerShell. Tudo isso graças a alguns recursos do PowerShell misturados ao Windows Subsystem para Linux da Microsoft.

Desenvolvedor da Microsoft mostra comandos do Linux perfeitamente integrados no Windows PowerShell

Desenvolvedor da Microsoft mostra comandos do Linux perfeitamente integrados no Windows PowerShell

O desenvolvedor da Microsoft Mike Battista descreveu como fornecer uma melhor integração dos comandos do Linux no PowerShell. No PowerShell, já é possível prefixar comandos para passar para a WSL por meio do comando “wsl“. No entanto, a integração pode ser ainda mais perfeita com melhor manipulação de caminhos, suporte para conclusão de comandos e argumentos do Linux e funcionalidade semelhante.

Através do PowerShell, com suporte para wrappers de funções, é como a integração de comandos do Linux pode ser amplamente aprimorada para parecer uma experiência nativa de comando shell do Linux diretamente do PowerShell.

Segundo Mike, há várias deficiências para uso desses comandos no WSL.

O resultado dessas deficiências é que os comandos do Linux parecem cidadãos de segunda classe do Windows e são mais difíceis de usar do que deveriam. Para que um comando pareça um comando nativo do Windows, precisamos resolver esses problemas.

Segundo ele, os problemas são os seguintes:

  • Prefixar comandos com wslé tedioso e antinatural;
  • Caminhos do Windows passados como argumentos não costumam ser resolvidos devido a barras invertidas serem interpretadas como caracteres de escape em vez de separadores de diretório;
  • Caminhos do Windows passados como argumentos não costumam ser resolvidos por não serem traduzidos para o ponto de montagem apropriado no WSL;
  • Os parâmetros padrão definidos nos perfis de login da WSL com aliases e variáveis de ambiente não são respeitados;
  • A conclusão do caminho do Linux não é suportada;
  • A conclusão do comando não é suportada;
  • A conclusão do argumento não é suportada.

Se você estiver curioso, consulte esta postagem no blog do desenvolvedor da Microsoft. Os wrappers de função do PowerShell que tornam essa integração uma realidade estão hospedados no GitHub como PowerShell-WSL-Interop. Será interessante ver no futuro se eles acabam oferecendo esse nível de integração ou outros aprimoramentos nessa área por padrão.

Fonte: Phoronix

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.