in

Desenvolvedores anunciam fim da distribuição TrueOS

Este era considerado o melhor sistema operacional para desktop BSD

Desenvolvedores anunciam fim da distribuição TrueOS

Uma das distribuições mais famosas do mundo BSD chegou ao fim: os desenvolvedores da TtueOS anunciam o fim da distribuição. Portanto, após um longo período, o TrueOS não está mais sendo mantido como o promissor downstream do FreeBSD que, por um tempo, ofereceu, sem dúvida, a melhor experiência de desktop BSD pronta para o uso.

O TrueOS, anteriormente conhecido como PC-BSD, está morto. Kris Moore, vice-presidente de engenharia da iXsystems, confirmou no início deste mês em seus fóruns que o trabalho cessou no sistema operacional.

Desenvolvedores anunciam fim da distribuição TrueOS
TrueOS em 2018 com seu ambiente de desktop Lumina.

Quando perguntado se foi abandonado, uma vez que o commit mais recente ocorreu no início de janeiro, Kris comentou:

Sim, neste momento não há trabalho ativo continuando no TrueOS pelos desenvolvedores originais. Fomos um pouco inundados pelo trabalho no TrueNAS Core e pelos esforços relacionados. Porém, iremos em frente e aposentaremos o site e repositórios em breve.

Kris depois continuou:

Nos últimos 2-3 anos, este tem sido um projeto tocado por paixão pessoal de alguns  funcionários IX e estamos todos ocupados em um trabalho bem difícil para o TrueNAS CORE/Enterprise e alguns outros projetos no momento. Além disso, não há muita demanda da comunidade pelo que estava tentando fazer naquele espaço; portanto, todos nós focamos em outras coisas.

Desenvolvedores anunciam fim da distribuição TrueOS
PC-BSD 10.0 em 2014.

História da TrueOS, distribuição BSD cujos desenvolvedores anunciam o fim

O TrueOS começou como PC-BSD em 2006 como um downstream do FreeBSD, enquanto em 2016 passou para a marca TrueOS. O TrueOS ou PC-BSD ofereceu uma das melhores experiências de desktop BSD.

Nos últimos dois anos, porém, houve um declínio constante, especialmente depois que eles tentaram se reinventar, mas sem o foco da área de trabalho.

Enquanto isso, o pessoal da iXsystems está trabalhando no TrueNAS 12.0 CORE como o culminar de TrueNAS e FreeNAS .

Para aqueles que procuram um sistema operacional baseado em BSD, compatível com desktop, com um bom suporte pronto para uso, a melhor opção no momento é a GhostBSD, juntamente com MidnightBSD.

Sobre a empresa

Desenvolvedores anunciam fim da distribuição TrueOS

O TrueOS tem o Lumina Desktop Environment equipado com Qt5, além de um instalador de servidor. A distro era mantida pela iXsystems.

O fornecedor focado no BSD iXsystems desenvolveu o FreeNAS como seu sistema operacional NAS orientado para a comunidade, enquanto o TrueNAS é o que eles entregam em suas soluções de armazenamento. O FreeNAS e o TrueNAS foram derivados amplamente da mesma base de código. Agora com a chegada do TrueNAS 12.0 no final deste ano, a iXsystems está unificando o FreeNAS e o TrueNAS.

Desde o lançamento da versão 11.3, o TrueNAS e o FreeNAS têm estado próximos da paridade, enquanto o primeiro está focado no suporte de nível corporativo e em outras necessidades da empresa. Com o TrueNAS 12.0 a ser lançado ainda este ano, os dois produtos serão baseados em uma única imagem e nome de software.

O pessoal da iXsystems espera que essa unificação melhore a velocidade de desenvolvimento, aumente a qualidade do software, ganhos de eficiência, documentação simplificada e outros benefícios.

TrueNAS CORE absorverá os serviços do FreeNAS era. O TrueNAS CORE é suportado pela comunidade, de código aberto e segue outras tendências definidas pelo FreeNAS. Enquanto isso, o TrueNAS Enterprise será o sistema operacional de armazenamento baseado em FreeBSD voltado para a empresa.

O TrueNAS 12.0 será lançado no final de 2020 e, entre seus muitos recursos, passará para o próximo suporte ao sistema de arquivos OpenZFS 2.0.

Mais detalhes sobre a mudança e a unificação da marca no blog iXsystems.

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.