Distrobox 1.6 facilita lançamento de novas distribuições em seu terminal

Claylson Martins
Por Claylson Martins

Acaba de sair a versão do Distrobox 1.6 e que facilita lançamento de novas distribuições em seu terminal. Assim, o Distrobox 1.6 lançado nada mais é que um projeto de código aberto que facilita o lançamento de qualquer distribuição Linux dentro do seu terminal. O Distrobox baseia-se no Podman e no Docker para permitir a criação de contêineres da distribuição Linux de sua escolha e para que isso se integre perfeitamente ao ambiente host. Com os lançamentos seguintes, o Distrobox construiu um grande arsenal de recursos.

Com o Distrobox 1.6, ele adiciona suporte ao Lilipod como um simples gerenciador de contêineres para baixar, descompactar e usar imagens OCI de vários repositórios de contêineres. Lilipod é outro projeto do desenvolvedor líder do Distrobox, Luca Di Maio.

O Distrobox 1.6 também melhora a integração de GPU/driver NVIDIA, especialmente em torno do suporte CUDA. Distrobox também tem várias melhorias no processo de inicialização, polimento para contêineres iniciais, contêineres iniciais agora suportam OpenRC quando presente, suporte adequado à sessão do usuário do systemd para contêineres iniciais, correções de exportação e uma variedade de outros refinamentos e correções de bugs.

Distrobox 1.6 facilita lançamento de novas distribuições em seu terminal

Distrobox 1.6 facilita lançamento de novas distribuições em seu terminal
Distrobox 1.6 facilita lançamento de novas distribuições em seu terminal.

Destaques

  • Suporte Lilipé
  • Melhor integração da nvidia, especialmente para cuda
  • Melhorias gerais no processo de inicialização
  • Melhorar o manuseio do shell do usuário, para que agora ele respeite sempre o chshque é feito dentro do contêiner
  • Corrigir problemas de tzdata/zoneinfo
  • Os contêineres rootful agora configurarão corretamente a senha do usuário para o sudo
  • Polimento geral em recipientes iniciais
  • Os contêineres iniciais agora também suportam OpenRC quando presentes
  • Os contêineres iniciais agora também terão uma sessão de usuário do systemd adequada
  • Novos sinalizadores --unshare-all--unshare-netns--unshare-process, na criação--unshare-devsys
    • Agora os contêineres initful + unshare-all podem ser usados ??como playgrounds para serviços como LXC e Libvirt com mais facilidade
  • Nova configuração container_additional_volumes
  • Correções de exportação e melhorias no tratamento de vários ícones e espaços no nome
  • Binários exportados poderão ser executados entre distroboxes
  • Os binários exportados sempre serão executados em um shell de login
  • Assemble agora está mais polido e suporta todas as bandeiras create
  • Assemble agora pode exportar aplicativos/binários diretamente do manifesto.

Downloads e mais detalhes sobre o grande lançamento do Distrobox 1.6 via GitHub.

Compartilhe este artigo
Siga:
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.