in

Fedora 30 deve usar LUKS2 para criptografia de discos

O Fedora 29 queria usar o LUKS2 por padrão. O objetivo é ter criptografia de disco completo, superando o formato de meta-dados LUKS1. No entanto, isso não aconteceu a tempo. Então, agora a esperança é que ele esteja pronto para o Fedora 30. Acompanhe neste post que o Fedora 30 deve usar LUKS2 para criptografia de discos.

Criptografia mais moderna e abrangente

O formato LUKS2 está disponível desde o final de 2017 com o lançamento do cryptsetup 2.0.  Ele possui aprimoramentos de auto-ativação, criptografia experimental autenticada e outras melhorias de extensibilidade e proteção de segurança.

É esperado o lançamento do cryptsetup 2.1 onde o upstream irá padronizar, trocando para o LUKS2 sobre o LUKS1. Por outro lado, o Fedora 30 está planejando esta mudança padrão quando a atualização de distribuição for lançada em maio. A criptografia estará disponível no instalador do Anaconda  para quem optar pela criptografia de disco completo.

O que é o LUKS2

O LUKS2 é a evolução do padrão atual LUKS para criptografia de disco. É um facilitador para novos recursos.

  • Ele introduz o novo Argon2 kdf (juntamente com o PBKDF2 atual) para slots de teclas;
  • Melhor suporte para auto-ativação;
  • Suporte para criptografia de chaves agrupadas (cifra paes);
  • Criptografia experimental autenticada.
  • Novos recursos devem estrear em breve.

O formato LUKS2 está disponível e é suportado desde o lançamento do cryptsetup 2.0.0 (incluído no Fedora 28).

Detalhes sobre a mudança planejada para o Fedora 30 são descritos pelo Wiki do Fedora.

Veja a seguir a documentação relativa ao recurso presente no instalador Anaconda.

LUKS2

Neste post, você leu sobre mais uma novidade que deve chegar ao Fedora 30. A distribuição deve ser lançada em maio, caso não haja atrasos. Portanto, o Fedora 30 deve usar LUKS2 para criptografia de discos. Então, não deixe de conferir todas as notícias relativas ao novo Fedora.

 

Written by Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Novo ZFS do FreeBSD pode ser testado no TrueOS

Novo ZFS do FreeBSD pode ser testado no TrueOS

Google coloca driver Nouveau na lista negra

Google coloca driver Nouveau na lista negra