Fedora Linux busca portabilidade C

Essas mudanças devem fazer parte do Fedora 40.

Claylson Martins
2 minutos de leitura

No mês passado, foi uma proposta de mudança do Fedora 40 para “portar o Fedora para o C moderno” que equivale a apertar seu suporte legado à linguagem C. Essa mudança tem como foco garantir que o código C empacotado seja compatível com os rigorosos compiladores C99. Tudo isso faz parte do Fedora Engineering and Steering Committee (FESCo). Então, deste modo, o Fedora Linux busca portabilidade C.

O compilador upstream GCC 14 a ser lançado em 2024 provavelmente desabilitará o suporte para construções de linguagem C herdadas por padrão. Os desenvolvedores LLVM estão olhando para um movimento semelhante em 2023.

Portanto, em relação ao Fedora, eles estão procurando ser mais proativos na detecção de software de código aberto contido ainda contando com o comportamento C legacy para que possa ser corrigido pelos upstreams relevantes a tempo para esses futuros versões do compilador.

Fedora Linux busca portabilidade C

Entre as alterações observadas no GCC 14 e a serem feitas com o Fedora 40, estão a remoção de declarações de funções implícitas, remoção de int implícito, remoção de declarações de função de estilo antigo, novas palavras-chave bool/true/false, significado alterado de ( ) em declaradores de função e rejeitando conversões implícitas entre números inteiros e ponteiros como erros.

Essa mudança afetará principalmente o software de código aberto raramente mantido. Mas para grandes projetos de código aberto já focados em padrões C mais modernos, essa mudança não deve causar nenhum impacto – especialmente para aqueles que prestam atenção aos avisos do compilador.

Fedora Linux busca portabilidade C.

A proposta “Portando o Fedora para C Moderno” pode ser encontrada no Wiki do Fedora. Na semana passada, o Comitê de Engenharia e Direção do Fedora aprovou o plano. Durante a votação, foi levantado que talvez o Fedora deva ser ainda mais agressivo no direcionamento aos novos padrões C, então veremos se isso acontece no futuro.

Share This Article
Follow:
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.