in

GNOME Shell recebe grande aumento de velocidade

GNOME Shell recebe grande aumento de velocidade

GNOME Shell recebe grande aumento de velocidade. A promessa sempre feita a cada lançamento parece que está bem perto de se concretizar. A mudança deve chegar no GNOME 3.32 a ser lançado no próximo mês. Portanto, a maior mudança será seu desempenho.

Críticas ao Gnome

Não é nenhuma novidade que a área de trabalho do GNOME Shell é frequentemente criticada por ser um pouco “pesada”. As pessoas o criticam por ter um uso comparativamente alto de memória na inicialização, por estar sobrecarregando a CPU e por ter uma interface do usuário que geralmente trava durante o uso.

Para muitos, o GNOME não é tão eficiente com recursos do sistema, nem tão fácil de usar quanto outros DEs populares. Porém, as mudanças aplicadas podem acabar com essas críticas. 

Desempenho do GNOME

A perfeição é impossível. No entanto, grandes melhorias no desempenho do GNOME Shell e o trabalho do gerenciador de janelas Mutter, estão programados para serem enviados como parte do lançamento do GNOME 3.32 no mês que vem.

O desenvolvedor Georges Stavracas  é responsável por muitas dessas melhorias e limpezas de código. Em uma atualização recente em seu blog, ele fornece mais detalhes sobre o trabalho que está fazendo para tornar a exibição do GNOME Shell e do Mutter “melhor, mais rápido, mais limpo”.

Por exemplo, a remoção do código Shell.GenericContainer class do  GNOME resultou em taxas de quadros mais estáveis. Isso resulta em uma experiência geral tranquila. Embora suas melhorias no cache de textura signifiquem que os ícones são mais rápidos de carregar, com a animação da tela do aplicativo mais fluida em particular.

Esforço gigante

wayland vs x11.gif

Georges não está sozinho nestas melhorias. A Canonical ajudou a lidar com problemas de travamento, latência e CPU no GNOME Shell. Além disso, o trablho foi feito em seu código nos últimos meses.

O desenvolvedor do Ubuntu, Daniel Van Vugt, está por trás de muitas das correções e atualizações que melhoram o desempenho.Assim os trabalhos ajudaram a diminuir o uso de movimentos do mouse da CPU e da GPU, melhorar o desempenho de vários monitores do GNOME Wayland e muito mais.

Você notará a diferença

Qualquer um que tenha testado as mais recentes versões do GNOME pode comprovar. Estas são melhorias reais e perceptíveis que dão ao GNOME Shell a  capacidade de resposta que os usuários sempre desejaram.

Fonte

Escrito por Claylson

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Automação é principal aposta do mercado

Automação é principal aposta do mercado em 2019, aponta levantamento da Red Hat

Nintendo Switch pode ficar menor e mais barato

Nintendo Switch pode ficar menor e mais barato