in

Google: empresa usa IA no buscador e melhora resultados de pesquisa!

O Google anunciou um novo sistema de processamento de linguagem natural que detectará o contexto nas pesquisas.

google-empresa-usa-ia-no-buscador-e-melhora-resultados-de-pesquisa

O Google oferece um novo exemplo de como sua pesquisa em IA está melhorando os resultados de pesquisa. A empresa já diz que atingiu um novo momento no mundo dos buscadores, eles garantem que atingiram um novo marco.

O novo sistema de inteligência artificial chamado de BERT é capaz de analisar melhor os resultados das pesquisas em seu buscador. Agora, quando alguém fizer uma pesquisa a IA do Google consegue analisar as palavras que vem antes e depois, e tendo como base o termo usado na busca.

O buscador do Google é ainda o principal negócio da empresa, afinal de contas, foi o buscador que fez o Google ser quem é hoje. Apenas para conhecimento, o Google possui cerca de 90% no mercado das pesquisas e 80% da receita do Google vem delas.

A gigante acredita que com a nova atualização da IA os usuários poderão ter um melhor engajamento, e um retorno nas pesquisas mais exato. A inteligência artificial do buscador do Google consegue entender até mesmo a intenção da busca.

Assim, a empresa visa acabar com os resultados “nada com nada”, que em alguns casos podem ocorrer. A informação foi divulgada pelo presidente sênior Jeff Jeff Dean na última quinta-feira. Em inglês, ele citou a seguinte frase que pode ser usada no buscador, “2019 brazil traveler to usa need a visa”, que vem a ser ao pé da letra “2019 viajante do Brasil para os eua precisa de visto”.

Ele exemplifica que agora, a IA do buscador do Google consegue entender a intenção na busca através do “to” ou “para”, e assim consegue entender que é um brasileiro querendo viajar para os EUA, e não o contrário como já ocorreu algumas vezes.

Assim, ele diz que demorou algum tempo para que a empresa pudesse desenvolver um software que pudesse entender esse contexto com mais exatidão. No entanto, a melhoria permanece aplicada somente para o inglês, ao menos neste primeiro momento, outros idiomas devem receber o aprimoramento em breve.

Estamos longe de aperfeiçoar a linguagem, mas este é um passo significativo, disse Dean. Geralmente, procuramos em muitos lugares onde poderíamos aplicá-lo, acrescentou, referindo-se ao BERT. A compreensão do idioma é essencial para muitos produtos do Google, como o Gmail.

O BERT também marca a primeira vez que o Google gera resultados de pesquisa usando suas próprias TPU (Tensor Processing Units), chips especializados criados para aplicativos de IA, disse a empresa. As TPUs são normalmente usadas por aplicativos que usam inteligência artificial para fazer coisas como reconhecer palavras que as pessoas estão dizendo em gravações de áudio, localizar objetos em fotos e vídeos e captar emoções subjacentes no texto escrito. O Google também disponibiliza o acesso aos chips para desenvolvedores de terceiros como um serviço em nuvem.

Escrito por Emanuel Negromonte

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.