Google, Facebook e Uber apoiam OpenChain da Linux Foundation

O projeto OpenChain da Linux Foundation ajuda a empresa a encontrar maneiras de cumprir os requisitos de licenciamento de código aberto. Agora, no Open Compliance Summit em Yokohama, no Japão, o Google, o Facebook e o Uber se juntaram ao projeto como membros Platinum. Portanto, Google, Facebook e Uber apoiam OpenChain da Linux Foundation.

Projeto amadurece

Como membros platinum, as três empresas se tornam parte do conselho administrativo. Shane Coughlan, gerente geral da OpenChain, diz que esse é um ponto natural para três grandes empresas de tecnologia participarem. Segundo ele, isso ocorre à medida que o projeto amadurece.

O Facebook, o Google e o Uber são novos acréscimos perfeitos para este ponto, à medida que nos movemos para nos tornarmos um padrão formal da indústria e escalar de forma muito significativa em vários mercados. Em particular, estamos nos certificando de que podemos comunicar claramente as vantagens do OpenChain, e podemos mostrar claramente essa diversidade e o conhecimento do nosso conselho também, disse Coughlan.

A importância do código aberto

Google, Facebook e Uber apoiam OpenChain da Linux Foundation

Em primeiro lugar, para Coughlan, as empresas usam quantidades significativas de código aberto. Assim, ter essas três organizações em particular eleva o perfil do projeto.

O Facebook, o Google e o Uber são realmente interessantes porque estão em forte competição uns com os outros e estão se aglutinando em torno de uma única solução. E acho que essa é provavelmente uma das mensagens mais importantes hoje. As empresas são rivais em muitos mercados, porém vêem a importância do código aberto na cadeia de fornecimento. Por isso estão colocando seu apoio, disse ele.

Igualmente, o Google vem construindo seus próprios processos há anos. Além disso, vê esse projeto, lançado em 2016, como uma maneira de ajudar a padronizar a governança de código aberto.

O Projeto OpenChain está mudando isso, definindo os principais requisitos de um programa de qualidade e desenvolvendo o currículo para ajudar no treinamento e no gerenciamento. É difícil exagerar a importância deste trabalho agora que o código aberto é uma entrada crítica em cada etapa da cadeia de suprimentos, tanto em hardware quanto em software, escreveram Max Sills e Josh Simmons, do Google, em um post sobre a empresa que se une ao OpenChain.

Trabalho do OpenChain

O OpenChain trabalha para criar uma maneira padrão de ajudar as empresas. Então, elas poderão cumprir os requisitos de licenciamento de código aberto. Isso independe de ser uma empresa de tecnologia ou de qualquer outra indústria. Desse modo, o projeto trata de ajudar as empresas, em vez de prescrever uma maneira específica de seguir normas. Eles permitem que os membros lidem com as especificidades de cada um.

Os aplicativos fazem uso de bibliotecas de código aberto. Portanto, cabe aos desenvolvedores e suas empresas garantir que eles usem o código conforme definido em qualquer licença.

A Linux Foundation é uma organização que engloba muitos projetos populares de código aberto. Assim, criou o projeto OpenChain. Este é uma forma de incentivar os desenvolvedores a cumprir esses requisitos.

Fonte

Claylson
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Previsões para o código aberto em 2019

Previous article

Canonical lança MicroK8s para implantar Kubernetes em segundos

Next article

You may also like

More in Notícias