Categorias

Android

Games

Notícias Linux

Tutoriais Linux

Vídeos

Notícias Linux

05/02/2021 às 16:00

6 min leitura

Avatar Autor
Por Claylson Martins

Google Meet permite verificar se há problemas de vídeo antes de entrar em uma chamada

Google Meet permite verificar se há problemas de vídeo antes de entrar em uma chamada

Arrumar a sala, preparar a imagem de fundo, pentear o cabelo, desentortar a roupa, escolher o melhor ângulo do rosto. Essas são algumas das opções que você tem agora no Google Meet antes de iniciar para valer uma transmissão ao vivo. O Google Meet, assim, permitirá que você faça alguns preparativos antes de entrar em uma chamada para garantir que o vídeo lento, os microfones sem som e os monitores secundários não o obriguem a consertar as coisas depois de entrar em uma chamada.

A maioria das pessoas que trabalham remotamente participaram de reuniões em que os primeiros minutos foram gastos com uma pessoa tentando descobrir por que o áudio não está funcionando e se é uma conexão de rede ruim.

A nova funcionalidade do Google Meet vai evitar isso. Então, os usuários poderão confirmar, antes de uma chamada, se os dispositivos periféricos estão funcionando corretamente e se a conectividade de rede é boa. Além de dar um tapa no visual, embora isso já fosse possível.

Google Meet permite verificar se há problemas de vídeo antes de entrar em uma chamada

O Google Meet agora mostrará avisos e dicas para solucionar diversos problemas comuns, como um navegador que não tem permissão para usar o microfone ou a câmera.

O novo recurso de teste pré-chamada deve ajudar os usuários a ver se um microfone está sem som antes de entrar em uma chamada ou se há um segundo monitor sem fone de ouvido ou conexão de alto-falante.

Também pode ajudar a detectar uma configuração com baixa qualidade de som, áudio muito alto ou onde um microfone está amplificando ruídos de fundo.

Ele também pode ser usado para ajustar a iluminação e a posição para ajudar a evitar vídeo de baixa qualidade.

No mês passado, o Google Meet ganhou uma nova ferramenta que mostra o uso da CPU e a estabilidade da rede para ajudar os usuários a entender se uma configuração local estava criando uma experiência ruim de vídeo ou áudio.

O recurso já está disponível para clientes do Google Workspace Essentials, Business Starter, Business Standard, Business Plus, Enterprise Essentials, Enterprise Standard e Enterprise Plus, bem como do G Suite Basic, Business, Education, Enterprise for Education e organizações sem fins lucrativos.

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.