in

Google Meet permite verificar se há problemas de vídeo antes de entrar em uma chamada

Em temos de videoconferência, recurso é de grande utilidade.

Google Meet permite verificar se há problemas de vídeo antes de entrar em uma chamada

Arrumar a sala, preparar a imagem de fundo, pentear o cabelo, desentortar a roupa, escolher o melhor ângulo do rosto. Essas são algumas das opções que você tem agora no Google Meet antes de iniciar para valer uma transmissão ao vivo. O Google Meet, assim, permitirá que você faça alguns preparativos antes de entrar em uma chamada para garantir que o vídeo lento, os microfones sem som e os monitores secundários não o obriguem a consertar as coisas depois de entrar em uma chamada.

A maioria das pessoas que trabalham remotamente participaram de reuniões em que os primeiros minutos foram gastos com uma pessoa tentando descobrir por que o áudio não está funcionando e se é uma conexão de rede ruim.

A nova funcionalidade do Google Meet vai evitar isso. Então, os usuários poderão confirmar, antes de uma chamada, se os dispositivos periféricos estão funcionando corretamente e se a conectividade de rede é boa. Além de dar um tapa no visual, embora isso já fosse possível.

Google Meet permite verificar se há problemas de vídeo antes de entrar em uma chamada

O Google Meet agora mostrará avisos e dicas para solucionar diversos problemas comuns, como um navegador que não tem permissão para usar o microfone ou a câmera.

O novo recurso de teste pré-chamada deve ajudar os usuários a ver se um microfone está sem som antes de entrar em uma chamada ou se há um segundo monitor sem fone de ouvido ou conexão de alto-falante.

Também pode ajudar a detectar uma configuração com baixa qualidade de som, áudio muito alto ou onde um microfone está amplificando ruídos de fundo.

Ele também pode ser usado para ajustar a iluminação e a posição para ajudar a evitar vídeo de baixa qualidade.

No mês passado, o Google Meet ganhou uma nova ferramenta que mostra o uso da CPU e a estabilidade da rede para ajudar os usuários a entender se uma configuração local estava criando uma experiência ruim de vídeo ou áudio.

O recurso já está disponível para clientes do Google Workspace Essentials, Business Starter, Business Standard, Business Plus, Enterprise Essentials, Enterprise Standard e Enterprise Plus, bem como do G Suite Basic, Business, Education, Enterprise for Education e organizações sem fins lucrativos.

Ubuntu Cinnamon Remix 20.04.2 ‘Focal Fossa’ lançado

Ubuntu Cinnamon Remix 20.04.2 ‘Focal Fossa’ lançado

como-instalar-o-gnu-nano-nao-oficial-um-editor-de-texto-no-ubuntu-linux-mint-fedora-debian

Como instalar o GNU nano (NÃO OFICIAL), um editor de texto, no Ubuntu, Linux Mint, Fedora, Debian