Hacker que invadiu os servidores do kernel.org foi identificado, preso, confira os detalhes!

Se você não sabia que vários servidores havia sido invadido por um hacker, fique sabendo. O fato aconteceu a pelo menos 5 anos, mas a polícia já prendeu o criminoso que usou seus conhecimentos para o lado negro, e assim no texto vou chamar este bandido de cracker. 

Mas, antes de mais nada é importante dizer que quando houve a invasão nenhum código foi afetado, a única coisa roubada foram dados dos usuários. O cracker tem 27 anos e foi finalmente encontrado em El Portal na Flórida, a investigação ocorria de forma silenciosa e pelo visto chegou ao seu fim, o departamento de justiça da região, havia feito uma publicação falando sobre o desfecho do caso. 

google_ad_client = “ca-pub-5822666425104102”;
google_ad_slot = “7651670077”;
google_ad_width = 728;
google_ad_height = 90;

O nome do criminoso é Donald Ryan Austin, para quem não sabe o kernel.org é aonde ficam armazenados todos os códigos pertencentes ao kernel, e claro, o próprio kernel, e é por lá que milhares de usuários e organizações fazem seus downloads para compilar o kernel ou redistribuir em suas distribuições. 
A acusação esta disponível através de um PDF, no relatório diz que o “bandido” instalou o Phalanx que é um backdoor conhecido por ter difícil detecção como malware. Além disso o cracker pode ter instalado o Ebury que é um trojan especialmente desenvolvido para sistemas com kernel Linux, FreeBSD e Solaris. 
Além dos servidores do próprio kernel.org, outros servidores alugados foram também infectados, incluindo “Odin1”, “Zeus1” e “PUB3”, além de toda bandidagem dele em relação a implantação de malwares, ele aproveitou através do logins para obter acessos administrativos, e inseriu imagens no na tela de boot para que fossem exibidas durante a inicialização dos servidores crackeados.
Segundos os bondosos promotores, o que Austin queria era apenas ter acesso antecipado aos códigos antes deles serem lançados. A prisão dele foi bem curiosa, ele foi pego durante uma infração no trânsito, pois é ele, ele cometeu uma infração e a polícia foi atrás dele, após ser identificado foi preso, ele é acuso de outras 4 invasões à computadores.

Informação atualizada: Austin acaba de ser solto por pagar U$ $ 50.000, o dinheiro foi pago pela família da namorada. Porém, recebeu ordem do juiz para ficar longe da internet. Ele não foi inocentado ainda, mas vai a julgamento no dia 21 de setembro de 2016 em São Francisco em um tribunal federal, quem vai julgar o caso é o juiz Sallie Kim e se for considerado culpado pegará cerca de 40 anos de prisão e terá que pagar US $ 2 milhões em multas. 
Redação
Este usuário é utilizado quando um post é migrado de um usuário para outro, ou quando alguém envia um conteúdo ao SempreUPdate.

    Lançada versão wattOS 10 LXDE!

    Previous article

    Vídeo: Descubra 5 Funções secretas do Android 6.0 Marshmallow

    Next article

    You may also like

    More in Linux