Linguagens de programação mais utilizadas no mundo!

Emanuel Negromonte
7 minutos de leitura

Quais são as linguagens de programação mais usadas no mundo? Essa é uma pergunta que muitos desenvolvedores, estudantes e entusiastas da tecnologia se fazem, seja por curiosidade, por necessidade ou por interesse em aprender novas habilidades. Neste texto, vamos apresentar um ranking das dez linguagens de programação mais populares em 2023, segundo o GitHub, uma das maiores plataformas de hospedagem e colaboração de código do mundo. Além disso, vamos explicar brevemente o que são as linguagens de programação, para que servem e quais são as suas principais características e aplicações.

O que são linguagens de programação?

Linguagens de programação são conjuntos de regras e símbolos que permitem que os humanos se comuniquem com os computadores. Por meio das linguagens de programação, os desenvolvedores podem criar programas (softwares), aplicativos, jogos, sites, sistemas operacionais, inteligência artificial e muito mais. As linguagens de programação são formadas por códigos, que são textos escritos pelos programadores seguindo uma determinada sintaxe e semântica. Esses textos podem ser lidos tanto pelos computadores quanto pelos humanos, mas para que os computadores possam executar os programas, eles precisam converter os códigos em linguagem binária (0 e 1), que é a única que eles entendem. Esse processo pode ser feito de diferentes formas, dependendo do tipo da linguagem de programação.

Existem centenas de linguagens de programação diferentes, cada uma com suas vantagens e desvantagens, suas características e seus usos específicos. Algumas linguagens são mais antigas e consolidadas no mercado, outras são mais novas e inovadoras. Algumas linguagens são mais fáceis de aprender e usar, outras são mais complexas e exigentes. Algumas linguagens são mais versáteis e abrangentes, outras são mais focadas e especializadas. Algumas linguagens são mais populares e demandadas, outras são mais raras e nichadas.

Para escolher qual linguagem de programação aprender ou usar em um projeto, é preciso levar em conta diversos fatores, como o objetivo, o público-alvo, o tempo, o custo, a qualidade, a performance, a segurança, a compatibilidade, a escalabilidade e a manutenibilidade do programa. Além disso, é preciso considerar também as preferências pessoais e profissionais do desenvolvedor, bem como as tendências e oportunidades do mercado.

Quais são as linguagens de programação mais usadas no mundo?

Para saber quais são as linguagens de programação mais usadas no mundo, podemos recorrer a diferentes fontes de informação, como pesquisas, estatísticas, rankings e índices que medem a popularidade das linguagens com base em critérios variados. Uma dessas fontes é o GitHub, uma plataforma online que permite aos desenvolvedores hospedar, compartilhar e colaborar em projetos de código aberto ou privado. O GitHub possui mais de 65 milhões de usuários e mais de 200 milhões de repositórios (pastas onde os códigos ficam armazenados), sendo considerado uma referência na comunidade de desenvolvimento.

Segundo o GitHub, as dez linguagens de programação mais usadas no mundo em 2023 são:

  1. Python: Uma linguagem de alto nível, multiparadigma e multiplataforma. É uma das linguagens mais fáceis de aprender e usar, graças à sua sintaxe simples e clara. É muito versátil e pode ser usada para diversos fins, como desenvolvimento web back-end,
    aplicações desktop, ciência de dados, automação, aplicações de deep learning , machine learning e computação científica.
  2. Java: Uma linguagem de alto nível, orientada a objetos e multiplataforma. É uma das linguagens mais antigas e populares do mercado,
    sendo usada para criar aplicações robustas, escaláveis e portáteis para diferentes dispositivos, como computadores, smartphones,
    smart TVs e consoles.
  3. JavaScript: Uma linguagem de alto nível, interpretada e multiparadigma. É a linguagem mais usada para desenvolvimento web front-end,
    ou seja, para criar interfaces interativas e dinâmicas para os usuários. Também pode ser usada para desenvolvimento web back-end, com o uso de frameworks como Node.js e Express.js.
  4. C++: Uma linguagem de médio nível, compilada e orientada a objetos. É uma extensão da linguagem C, que adiciona recursos como classes, herança e polimorfismo. É uma linguagem poderosa e rápida, usada para criar aplicações de alto desempenho, como jogos, sistemas operacionais, navegadores e softwares gráficos.
  5. Go: Uma linguagem de alto nível, compilada e concorrente. Foi criada pelo Google em 2009, com o objetivo de ser uma linguagem simples,
    eficiente e moderna. É usada para desenvolvimento web back-end, principalmente para aplicações que exigem alta escalabilidade e performance.
  6. TypeScript: Uma linguagem de alto nível, compilada e orientada a objetos. É um superset da linguagem JavaScript, que adiciona recursos como tipos estáticos, classes, interfaces e módulos. É usada para desenvolvimento web front-end e back-end, oferecendo mais segurança, legibilidade e produtividade aos programadores.
  7. PHP: Uma linguagem de alto nível, interpretada e multiparadigma. É uma das linguagens mais usadas para desenvolvimento web back-end,
    sendo a base de muitos sistemas populares, como WordPress, Drupal, Joomla e Magento. É uma linguagem fácil de aprender e usar, com uma grande comunidade e muitos recursos disponíveis.
  8. Ruby: Uma linguagem de alto nível, interpretada e multiparadigma. É uma linguagem expressiva, elegante e divertida de usar, com uma sintaxe que favorece a convenção sobre a configuração. É usada para desenvolvimento web back-end, principalmente com o uso do ramework Ruby on Rails, que facilita a criação de aplicações web robustas e ágeis.
  9. C: Uma linguagem de baixo nível, compilada e procedural. É uma das linguagens mais antigas e influentes do mundo, sendo a base de muitas outras linguagens, como C++, C#, Java e Python. É uma linguagem rápida e poderosa, usada para criar aplicações críticas, como sistemas operacionais, compiladores, drivers e kernels.
  10. C#: Uma linguagem de alto nível, compilada e orientada a objetos. Foi criada pela Microsoft em 2000, com o objetivo de ser uma linguagem simples, moderna e versátil. É usada para criar aplicações para diferentes plataformas, como Windows, Linux, Android, iOS e web, com o uso do framework .NET. Também é usada para desenvolvimento de jogos, com o uso do motor gráfico Unity.
Share This Article
Follow:
Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.