Categorias

Android

Games

Notícias

Tutoriais Linux

Vídeos

Notícias

11/06/2021 às 09:00

21 min leitura

Avatar Autor
Por Claylson Martins

Linux Foundation desenvolve Certificados de vacinação Global contra Covid

Quatro vulnerabilidades de segurança foram encontradas no Microsoft Office

A pandemia de coronavírus ainda parece muito longe de seu final. A terceira onda chegando ao Brasil e novas descobertas de cepas ao redor do planeta tornam o drama ainda maior, com cada mais gente infectada e morrendo da doença provocada pelo vírus. Assim, o isolamento social, junto com a vacinação em massa parecem ser as únicas formas viáveis de frear o avanço da Covid-19. No entanto, mesmo em país que já avançaram na vacinação, o problema continua. Além disso, algumas pessoas estavam simplesmente fraudando o documento que poderia comprovar a efetiva vacinação. Isso foi detectado nos Estados Unidos, país onde mais da metade da população se vacinou e há vacinas de sobra. Uma parte do público, porém, não se convence da importância de tomar a vacina. Assim, se torna necessário criar um registro confiável de vacinação tanto nesses países quanto em todo o mundo. É o chamado passaporte de vacinação. Neste sentido, a Linux Foundation Public Health (LFPN) está preparando a implantação da chamada Global COVID Certificate Network (GCCN). É isso mesmo, a Linux Foundation desenvolve Certificados de vacinação Global contra Covid, que funciona como uma espécie de passaporte da vacinação para saber quem realmente está vacinado.

Nos Estados Unidos, os empregadores podem demitir quem não tomar a vacina, colocando em risco a própria vida e dos colegas de trabalho. O assunto ganhou bastante repercussão por lá diante da recusa de uma parcela significativa da população para se vacinar, mesmo tendo lotes de vacina sobrando e até estragando. Em outros países onde o problema se agrava, faltam vacinas para imunizar a população. Este é o caso do Brasil, por exemplo.

O GCCN não foi projetado para essa finalidade. Em vez disso, é realmente um passaporte de vacina contra o coronavírus. Ele fará isso estabelecendo uma rede de registro de confiança global. Isso permitirá trocas interoperáveis e confiáveis de certificados COVID entre os países para uma reabertura segura e fornecerá tecnologia relacionada e orientação para implementação. 

Linux Foundation desenvolve Certificados de vacinação Global contra Covid

Linux Foundation desenvolve Certificados de vacinação Global contra Covid

Esse certificado está sendo desenvolvido pela Linux Foundation Public Health e seus aliados, Affinidi, AOKPass, Blockchain Labs, Evernym, IBM, Indicio.Tech, LACChain, Lumedic, Proof Market e ThoughtWorks. Essas empresas já implementaram o certificado COVID ou sistemas de aprovação para governos e indústrias. 

Juntos, eles definirão e implementarão o GCCN. Espera-se que este seja o modelo para um verdadeiro registro internacional de vacinas. As Nações Unidas e a União Europeia estão considerando desdobrar para esse fim. Eva Kaili, membro do Parlamento Europeu e presidente do Painel de Avaliação das Opções Científicas e Tecnológicas (STOA), disse: 

Estamos interessados em saber como a LFPH está dando passos ousados na criação da Rede Global de Certificados COVID a fim de facilitar a construção de confiança e interoperabilidade para a reabertura de fronteiras seguras. … Estou ansioso para as próximas etapas do LFPH que podem nos fornecer mais ideias e percepções sobre estratégias que aprimoram o uso de um certificado de uma forma segura, e também para fornecer outras opções técnicas para a UE que poderiam ser adotadas e poderiam ajudar e permitir que nosso sistema funcione de forma harmonizada. Assim que conseguirmos isso, poderemos compartilhar imediatamente a metodologia para nos conectar com o resto do mundo e passar para o novo normal de nossa era digital pós-COVID.

Compatibilidade

Na verdade, o LFPH está sendo construído em parte para ser compatível com o Certificado Digital COVID da UE (antigo Certificado Verde Digital). A falta de uma arquitetura de confiança global e ferramentas prontas para construir sistemas compatíveis em outros países é uma barreira real para reabrir com segurança as fronteiras entre a UE e países terceiros. 

O LFPH também está seguindo o Blueprint de interoperabilidade do Good Health Pass Collaborative (GHPC ). Esta é uma união da indústria que definiu os princípios e padrões dos certificados COVID. O LFPH ajudou a esboçar o Plano de Interoperabilidade.

Isso usará, junto com outras tecnologias abertas, a COVID-19 Credentials Initiative (CCI) e a Trust over IP Foundation (ToIP ). Ambos são projetos da Linux Foundation. A CCI tem trabalhado com departamentos de saúde pública em todo o mundo para entender suas necessidades específicas de credenciais de vacinas verificáveis. ToIP está definindo uma arquitetura completa para confiança digital em escala de Internet. Isso combina a confiança criptográfica na camada da máquina e a confiança humana nas camadas comercial, jurídica e social.

Depois de concluída, a rede de registro confiável da GCCN permitirá que cada país publique uma lista dos emissores autorizados de certificados COVID que podem ser verificados digitalmente por autoridades em outros países. Isso preencherá a lacuna entre as especificações técnicas (por exemplo, W3C Verifiable Credentials ou SMART Health Card) e uma arquitetura de confiança completa necessária para uma reabertura segura. 

Segunda onda de aplicativos

Isso é vital porque, como explicou Brian Behlendorf, Gerente Geral de Blockchain, Saúde e Identidade da Linux Foundation, “A primeira onda de aplicativos para provar o status de COVID de uma pessoa não permitiu que a prova fosse mostrada além de um único estado ou nação, não evite o aprisionamento do fornecedor e não faça distinção entre dados de saúde ricos e passes simples. O Blueprint oferece a esse setor uma maneira de resolver esses problemas ao mesmo tempo em que atende a um alto padrão de privacidade e integridade, e a GCCN transforma esses planos em ação.” 

Uma vez instalado, o GCCN oferecerá suporte aos Certificados COVID Globais (GCC). Esses certificados terão três casos de uso: vacinação, recuperação de infecção e resultados de teste. Eles estarão disponíveis em formato papel e digital. Os governos participantes e as alianças da indústria decidirão quais certificados COVID eles emitem e aceitam. As definições de esquema GCC e conjuntos de dados mínimos seguirão as recomendações do Blueprint, bem como os documentos técnicos e de governança, guia de implementação e implementações de referência de código aberto da GCCN, que serão desenvolvidos em colaboração com organizações de apoio e a comunidade LFPH mais ampla.

Além de definir as especificações e designs, a comunidade GCCN também oferecerá implementação baseada em pares e orientação de governança para governos e indústrias para ajudá-los a implementar sistemas de certificação COVID. Isso incluirá como construir infra-estrutura e registros de confiança nacionais e estaduais. Eles também fornecerão orientação sobre como aproveitar o GCC em seus sistemas de vacinas contra o coronavírus existentes. 

Negacionismo que mata e atrasa um país

Como Eric Piscini, VP de Redes de Negócios Emergentes da IBM Watson Health disse: “Para que a saúde passe a funcionar globalmente, ajudando os países a reiniciar economias e reabrir fronteiras, eles precisam ser confiáveis globalmente. Por meio da Global COVID Certificate Network, Linux Foundation Public Health está trabalhando para enfrentar esse desafio reunindo uma rede de Trust Registries confiáveis ??e interoperáveis, para que o detentor de um certificado possa usá-lo sempre que precisar e onde quer que esteja. A IBM está animada em colaborar com a Linux Foundation Public Health nesta importante iniciativa neste momento crítico da nossa história.” 

Se você quiser ajudar com o GCCN, será mais que bem-vindo. Você pode entrar em contato com o LFPH via e-mail

Via ZDNet

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.

Últimos artigos

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.