Mozilla estreita laços com navegador Tor e também vai fornecer VPN

A Mozilla anunciou que vai retomar a colaboração com o projeto Tor, responsável pelo navegador The Onion Router. A ajuda será feita em dinheiro no mesmo valor que usuários doarem ao navegador Tor. No ano passado, o Projeto Tor arrecadou US$ 200 mil e a Mozila dobrou este valor, doando outros US$ 200 mil. Os US$ 400 mil equivalem a mais de R$ 1.4 milhão. Ao mesmo tempo, a Mozilla anunciou que vai fornecer um serviço de proteção para navegar na internet via VPN. Para isso, fechou acordo com o ProtonVPN. Então, confira neste post que a Mozilla estreita laços com navegador Tor e também vai fornecer VPN.

Tor Project

O Projeto Tor tem como principal objetivo dar mais segurança ao melhorar a privacidade on-line. As doações são consideradas fundamentais para continuação e aperfeiçoamento do projeto. O anúncio da parceria foi feito no Blog do Tor Project.

 

Como pode ser conferido no tuíte acima, os pedidos de doação já começaram. As últimas contas disponíveis publicamente da empresa dizem respeito a 2015, quando o Tor recebeu um recorde de US $ 3,3 milhões em doações. Isso foi uma melhoria em relação aos anos anteriores, mas o diretor e presidente da Tor Research, Roger Dingledine, admitiu que a organização tem “mais trabalho a fazer” para mudar essa relação.

A Tor ainda não disponibilizou suas últimas informações financeiras (2016) até o momento. Porém, no ano passado, a organização deu grandes saltos em suas ofertas de produtos. O Tor ficou famoso em todo o mundo depois de denúncias do ex-integrante da NSA, Edward Snowden sobre espionagem feita ilegalmente pelos Estados Unidos.

Milhões de usuários

Mozilla estreita laços com navegador Tor e também vai fornecer VPN

A Tor lançou seu primeiro navegador móvel oficial para Android em setembro e, no mesmo mês, lançou o  Tor Browser 8.0 , seu navegador mais utilizável, baseado na estrutura Quantum do Firefox 2017. Ele também trabalhou de perto com a Mozilla para trazer o Tor para o Firefox, como já fez com a Brave , uma empresa de navegadores liderada pelo ex-CEO da Mozilla, Brendan Eich.

Além do navegador e da própria rede Tor, que é projetada para minimizar o potencial de vigilância de rede, a organização também desenvolve uma série de outros projetos . Estima-se que cerca de dois milhões de pessoas usem o Tor, de acordo com dados da organização.

O Tor Project tem uma missão ousada: tomar uma posição contra práticas on-line invasivas e restritivas e trazer privacidade e liberdade aos usuários da Internet em todo o mundo. Mas não podemos fazer isso sozinhos ”, escreveu Sarah Stevenson, diretora de captação de recursos da Tor Foundation, em um post no blog. Países como o Egito e a Venezuela restringiram a liberdade de expressão e o acesso à web aberta. Empresas como o Google e a Amazon estão fazendo mau uso de dados pessoais e aumentando a vigilância. Além disso,  algumas nações estão desligando completamente a internet para reprimir possíveis dissidências ”, acrescentou.

Para doar ao Tor Project clique aqui.

Acordo com ProtonVPN

Mozilla começará a oferecer um serviço de VPN para usuários do Firefox

Da mesma forma, para garantir a segurança do usuário, a Mozilla estreou nos Estados Unidos sua própria VPN. Na verdade, o serviço é fornecido em parceria com a empresa Proton, também responsável pelo Protonmail. Assim, por enquanto, alguns usuários receberão a recomendação de navegar com mais segurança fazendo uma assinatura mensal do ProtonVPN.

Então, se o usuário aceitar a oferta, ele poderá se registrar e ser cobrado de forma segura. Isto é feito por meio de serviços como o Stripe e o Recurly. Depois, eles poderão instalar o software VPN no Windows, macOS, Linux, iOS ou Android. 

O custo mensal do ProtonVPN no seu plano “Plus” é de US $ 10 por mês. Parte desse dinheiro vai ajudar a Mozilla para desenvolver ainda mais os seus produtos e outra parte vai para ProtonVPN. O Proton se planeja para libertar -nos do Google em alguns anos, oferecendo serviços em nuvem com criptografia.

Claylson
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Vivaldi 2.1 está disponível com novos atalhos de teclado e comandos

Previous article

Lançamento do Fedora 29 é confirmado para dia 30

Next article

You may also like

More in Notícias