in

Novo Feren OS descarta edição “Classic” e suporte para 32 bits

Sistema é baseado no Ubuntu 20.04 LTS.

Acaba de sair a mais nova versão do sistema operacional Feren OS, distribuição baseada no Ubuntu 20.04 LTS. Desta vez, houve algumas mudanças importantes. O novo Feren OS descarta edição “Classic” e suporte para 32 bits depois de um longo período sem atualizações importantes. A última foi em setembro passado, depois de 5 anos sem nenhuma novidade.

Por ter como base o Ubuntu LTS, inclui todos os softwares e atualizações de segurança mais recentes que você também encontrará na versão original e está usando o kernel Linux 5.4 com suporte de longo prazo.

Novo Feren OS descarta edição “Classic” e suporte para 32 bits

Novo Feren OS descarta edição “Classic” e suporte para 32 bits

Em primeiro lugar, a boa notícia é que o lançamento do Feren OS em novembro de 2020 redesenha completamente o tema e estilo padrão para fazer o Feren OS parecer mais profissional. Isso inclui uma nova aparência escura, duas novas cores de destaque predefinidas, novos papéis de parede, novo ícone de maximizar, temas GTK2 e GTK3 baseados em Adwaita, estilo de aplicativo Qt5 personalizado baseado em Adwaita-Qt, bem como um novo fonte padrão chamada Inter.

Por usar o Ubuntu 20.04 LTS, possui mais recente ambiente de desktop GNOME 3.38 por padrão. Além disso, o Feren OS agora vem com um aplicativo totalmente novo chamado Feren OS Tour, provavelmente inspirado no aplicativo GNOME Tour, para substituir a configuração do primeiro login. Ele oferece aos recém-chegados uma maneira mais amigável de descobrir e configurar o sistema operacional Feren e começar a descontinuação do aplicativo Welcome Screen.

Esta versão também melhorou o aplicativo Web Browser Manager, que agora permite instalar o navegador Chromium a partir dos repositórios do Debian. Isso impede que você instale o pacote chromium-browser até a estreia do Feren OS Store.

Novo Feren OS descarta edição “Classic” e suporte para 32 bits

O processo de inicialização também viu algumas melhorias importantes. Por exemplo, o tema da tela de inicialização foi atualizado. Assim, ele vai mostrar o logotipo do fabricante, quando disponível. Da mesma forma, a configuração do carregador de inicialização torna os vários nomes de kernel em Opções avançadas mais legíveis.

Do mesmo modo, há melhorias na configuração do OEM. Ela agora tem um novo layout de área de trabalho. Aplica as configurações apenas ao usuário atual, em vez de em todo o sistema, para evitar configurações incorretas. Além disso, o instalador Calamares agora apresenta uma nova paleta de cores da barra lateral que corresponde ao novo tema padrão.

Nem tudo é perfeito

Novo Feren OS descarta edição “Classic” e suporte para 32 bits

Entre as más notícias está o fato de que o Feren OS descontinua o suporte para instalações de 32 bits. Também chegará ao fim a edição Feren OS Classic. Porém, ainda receberá atualizações até o final da vida útil da série Ubuntu 18.04 LTS (Bionic Beaver).

O Feren OS Classic ainda estará disponível em sua forma atual, até que o Ubuntu 18.04 da Canonical chegue ao fim da vida útil, mas você não poderá ter o Feren OS Classic ao atualizar seu sistema para a base do Feren OS mais recente, afirma o desenvolvedor Feren OS.

Também descontinuaram neste lançamento o repositório de software do Linux Mint. Além disso, devido ao grande rebase do Ubuntu 18.04 LTS para o Ubuntu 20.04 LTS, os usuários do Feren OS existentes não poderão atualizar para a nova versão usando o instantâneo ISO de novembro de 2020. Em vez disso, você terá que reinstalar toda a distribuição!

O desenvolvedor do Feren OS está trabalhando duro para tornar possível a atualização do anterior sem reinstalar a distribuição inteira. Até então, você pode baixar a versão ISO de novembro de 2020 do Feren OS agora mesmo do site oficial.

Via 9to5Linux