in

Pixelize Renderizar Imagem no Debian

O Pixelize é um programa para renderizar imagem, usa muitas imagens reduzidas para tentar duplicar, da melhor forma possível, outra imagem.

Nesse tutorial será mostrado como executar uma renderização de imagem, assim, vamos com o Pixelize Renderizar Imagem no Debian. O Pixelize funciona ao dividir a imagem que quer renderizar (ou duplicar) em uma grade de pequenas áreas retangulares. Cada área é analisada, e substituída por uma imagem escolhida de uma grande base de dados de imagens. Ele tenta escolher as imagens que melhor coincidem com cada área. O resultado final se sai melhor quando se pode escolher imagens de uma base de dados de imagens muito grande. Com cerca de 1000 imagens, o Pixelize pode fazer um trabalho razoável, logo, quanto mais imagens tiver a base de dados melhor a renderização da imagem a ser criada.

Pixelize é escrito em linguagem C e usa o GIMP Toolkit (GTK) e a biblioteca Imlib em cima do X11. O Pixelize foi desenvolvido no Linux, mas também foi testado no SunOS e no Solaris. Deve funcionar com quase qualquer UNIX. Sua versão atual do source é a 1.0.0 na data postada deste tutorial.

Para saber sobre o projeto e fazer o download do código fonte do Pixelize, clique nos botões abaixo:

Pixelize

Download do Pixelize

Pixelize também nas distribuições abaixo e outras que não vem a ser o foco do tutorial:

Pixelize no Mageia

pixelize no opensuse

pixelize no arch

Pixelize Renderizar Imagem no Debian

Instalar o Pixelize

Como estamos usando o Debian, o Pixelize se encontra no repositório main e logo vamos instalá-lo para criarmos imagens renderizada.

A instalação do Pixelize será feito pelo terminal, podendo também ser instalado via  interface usando o Synaptic. Para a instalação tem que ter privilégio de root.

No terminal do Debian executaremos o comando abaixo:

Comando

apt-get install pixelize

Saída do comando

Saída do comando apt-get install pixelize
Saída do comando apt-get install pixelize

Após a instalação, abra o Pixelize no menu Gráficos > Pixelize.

Janela do pixelize ao ser aberta
Janela do pixelize ao ser aberta

Criar diretório para as imagens

Criaremos dentro de nossa home o diretório Pixelize onde vamos salvar nossas imagens criadas renderizadas e o subdiretório Imagens dentro do diretório Pixelize para que possamos colocar dentro dela as imagens que serão utilizadas para criar uma base de dados de imagens. Quanto mais imagens dentro do subdiretório Imagens, melhor será o resultado final da renderização.

Executaremos no terminal, a partir de agora com usuário comum mesmo, o seguinte comando para criar o diretório Pixelize e o subdiretório Imagens.

Comando

mkdir Pixelize && mkdir ~/Pixelize/Imagens
Comando mkdir para criar os diretórios Pixelize e Imagens
Comando mkdir para criar os diretórios Pixelize e Imagens

Após a criação dos diretórios, cole muitos tipos de imagens dentro do diretório Imagens. Nesse tutorial o diretório Imagens tem 1640 imagens para servi de base de dados de imagens para criação das imagens renderizadas.

Diretório Imagens que criamos
Diretório Imagens que criamos

Criar o banco de dados das imagens

Para termos uma base de dados de imagens para ser usado na criação das imagens renderizadas, criaremos o banco de dados (database) com o comando make_db seguido do diretório /Pixelize/Imagens.

Comando

 make_db ~/Pixelize/Imagens/*
Comando make_db ~/Pixelize/Imagens/*
Comando make_db ~/Pixelize/Imagens/*
Continuação do comando make_db ~/Pixelize/Imagens/*
Continuação do comando make_db ~/Pixelize/Imagens/*

Caso adicione mais imagens no diretório Imagens, devemos apagar o banco de dados existente com o comando rm pic_db.dat seguido do diretório /Pixelize/Imagens.

Comando

rm pic_db.dat ~/Pixelize/Imagens

Após apagar o banco de dados de imagens, devemos criar novamente o banco de dados para ser inserido ao banco as novas imagens adicionadas.

 make_db ~/Pixelize/Imagens/*

Escolher a Imagem

Na janela do Pixelize, no menu File > Open, escolheremos a imagem que será renderizada.

Janela do Pixelize - Open
Janela do Pixelize – Open
Janela do Pixelize - Open Image
Janela do Pixelize – Open Image

Escolher a melhor opção para renderizar

Em seguida, vamos no menu Options > Options e mudaremos os valores do Pixels de acordo com suas necessidades, por padrão ele já vem com pixels 25 x 25. No nosso exemplo, mudaremos para 10 x 10.

Nota: Quando mudar o valor no primeiro campo de enter e depois no segundo campo de enter também para assim poder salvar a configuração.

Depois de alterado, deixaremos a janela Options aberta.

Janela do Pixelize - Options Options
Janela do Pixelize – Options Options
Janela do Options
Janela do Options

Nesse momento, vamos renderizar a imagem escolhida no menu Options > Render. A imagem seguinte é o processo de renderização da imagem.

Processo de renderização
Processo de renderização

Não ficando muito bom os pixels 10 x 10, alteramos para 6 x 6 e olha a diferença.

Imagem renderizada 10x10 pixels
Imagem renderizada 10×10 pixels
Imagem renderizada 6x6 pixels
Imagem renderizada 6×6 pixels

Salvar a imagem renderizada

Salvaremos agora a imagem já renderizada. Vamos no menu File > Save. Na janela Save Image daremos um nome para a imagem com a extensão .jpeg, assim salvando a mesma no diretório escolhido.

Salvando a imagem renderizada
Salvando a imagem renderizada
Escolher o nome e o diretório para salvar a imagem renderizada
Escolher o nome e o diretório para salvar a imagem renderizada

Resultado final

Por fim, veremos abaixo a comparação de algumas imagens originais com as imagens renderizadas no Pixelize.

Comparação de imagens
Comparação de imagens
Imagem original
Imagem original
Imagem renderizada
Imagem renderizada
Imagem original
Imagem original
Imagem renderizada
Imagem renderizada

Por hoje ficaremos por aqui e até o nosso próximo tutorial.

Written by Glauber GF

Graduando em Sistemas de Informação, militante de software livre, usuário assíduo do sistema GNU/Linux e também membro do Viva o Linux.

Kali Linux – Top 10 de Ferramentas Para Hackers Éticos e Testadores de Penetração

WSL-DistroLauncher

Microsoft abre o código do WSL-DistroLauncher e quer mais distribuições no Windows