in

Por que não usamos computadores ternários em vez de binários?

Por que não usamos computadores ternários em vez de binários? Neste artigo, entenda porque o sistema binário reina soberano.

Por que não usamos computadores ternários em vez de binários?
Os sistemas binários já estão bem estabalecidos.

Já se perguntou por que não usamos computadores ternários (de base 3) em vez de binários (de base 2)? Veja o porquê neste artigo.

Computadores binários

Qualquer um familiarizado com computação conhece sobre os zeros e uns. Zeros e uns são os blocos de construção da linguagem binária. Mas nem todos os computadores são digitais, e nada diz que computadores digitais têm de ser binários. E se usássemos um sistema de base 3 em vez de base 2? Poderíamos usar um computador ser concebido por um terceiro dígito?

Conforme o ensaísta da ciência da computação Brian Hayes notou: as pessoas contam de 10 em 10 e as máquinas contam de 2 em 2. Algumas almas bravas se atreveram a considerar uma alternativa ternária. Louis Howell propôs a linguagem de programação TriINTERCAL usando o sistema de numeração de base 3 em 1991. Além disso, inovadores russos construíram algumas máquinas de base 3 há cerca de 50 anos. Mas, por alguma razão, o sistema de numeração não pegou no mundo da computação.

Um olhar na matemática

Por que não usamos computadores ternários em vez de binários?
Seria o sistema ternário de base 3 uma alternativa ao atual binário? Fonte: Linleo/Dreamstime.com.

Você provavelmente percebeu a esse ponto que a palavra ternária tem a ver com o número 3. Em geral, algo que é ternário é composto por três partes ou divisões. Uma forma ternária em música é uma forma de canção composta de três seções. Em matemática, ternário significa usar três como uma base. Algumas pessoas preferem a palavra trinário, talvez porque rima com binário.

Um trit é o equivalente ternário a um bit. Se um bit é um dígito binário que pode ter um dos dois valores, então um trit é um dígito ternário que pode ter qualquer dos três valores. Um trit é um dígito de base 3.

A grande eficiência do ternário em comparação com o binário pode ser ilustrado pelo uso do computador SETUN, desenvolvido na Rússia no meio do século 20 por Nikolay Petrovich Brusentsov. O SETUN opeava em números compostos de 18 dígitos ternários, ou trits, dando à máquina uma variação numérica de 387.420.489. Um computador binário precisaria de 29 bits para alcançar essa capacidade.

Então, por que não usamos o sistema ternário?

Se a computação ternária é tão mais eficiente, por que todos nós não a usamos? Uma resposta a essa pergunta é que as coisas simplesmente não aconteceram dessa maneira. Nós chegamos tão longe com a computação binária que seria difícil voltar.

Os computadores operam num sistema lógico que é diferente do que qualquer computador ternário potencial usaria.

Portanto, por que a base 3 falhou? Uma resposta simples é que dispositivos confiáveis de três estados não existiam ou eram muito difíceis de desenvolver. E uma vez que a tecnologia binária tornou-se estabelecida, o investimento tremendo em métodos por fabricantes de chips binários teria subjugado qualquer pequena vantagem teórica das outras bases.

Afinal, achou interessante saber por que não usamos computadores ternários no lugar dos binários?

Não deixe de compartilhar!

Fonte: Techopedia.

Leia também: Como restaurar arquivo binário deletado no Linux?

Escrito por Leonardo Santana

Astrônomo amador e eletrotécnico. Apaixonado por TI desde o século passado.

Xfce 4.16 entra em desenvolvimento

Xfce 4.16 entra em desenvolvimento

O longo caminho da Western Digital dos padrões abertos aos chips open source

O longo caminho da Western Digital dos padrões abertos aos chips open source