in

Projeto de mapeamento de código aberto Mapzen é revivido sob a Urban Computing Foundation

O Mapzen é composto de vários projetos licenciados pelo MIT.

Projeto de mapeamento de código aberto Mapzen é revivido sob a Urban Computing Foundation
Imagem: Divulgação.

A plataforma de mapeamento de código aberto Mapzen tem uma história difícil. Por um lado, o Mapzen é usado por mais de 70.000 desenvolvedores e é a espinha dorsal de serviços de mapeamento como OpenStreetMap, Remix e Carto. Mas, como empresa, a Mapzen falhou em 2018. O código e o serviço da Mapzen continuaram sendo um projeto da Linux Foundation.

A princípio, passou para a Urban Computing Foundation (UCF), outro grupo da Linux Foundation com mais recursos. Por exemplo, a UCF é dedicada a ajudar a criar cidades mais inteligentes, transporte multimodal e veículos autônomos.

Projeto de mapeamento de código aberto Mapzen é revivido

Na UCF, o Mapzen terá o apoio de membros como Facebook, Google e Uber. Lá, seus desenvolvedores podem colaborar e criar um conjunto comum de ferramentas de código aberto que conectam cidades, veículos autônomos e infraestrutura inteligente.

Projeto de mapeamento de código aberto Mapzen é revivido sob a Urban Computing Foundation
OpenStreetMap. Imagem: Reprodução | It’s FOSS.

Ele se une ao projeto existente da UCF, Kepler.gl, uma ferramenta de análise geoespacial de código aberto para Big Data.

O Mapzen é composto de vários projetos licenciados pelo MIT. Por isso, ele inclui pesquisa em tempo real, renderização, navegação e dados. Esses incluem:

  • Pelias: mecanismo de pesquisa geográfica distribuído em texto completo.
  • Tangram: bibliotecas para renderização de mapas 2D e 3D com WebGL/OpenGL ES e blocos vetoriais.
  • Tilezen: bibliotecas para gerar blocos vetoriais para exibição global do mapa.
  • Transitland: serviço de dados editado pela comunidade que agrega redes de trânsito nas áreas metropolitanas e rurais de todo o mundo.
  • Valhalla: motor de roteamento multimodal global para serviços de navegação.
  • Who’s on First: uma grande lista de lugares, cada um com um identificador estável e propriedades descritivas.

Por fim, Travis Gorkin, gerente de engenharia de visualização de dados da Uber, disse:

Estamos extremamente empolgados em receber a família de projetos Mapzen na Urban Computing Foundation. [Essa medida] representa um grande passo à frente na expansão do ecossistema de software e ferramentas de computação urbana de código aberto.

Além disso, é uma boa notícia para todos os muitos serviços de mapeamento, que contam com o Mapzen, e para todos os aplicativos de transporte e mobilidade futuros que se apoiarão no projeto.

Fonte: ZDNET

Escrito por Leonardo Santana

Profissional da área de manutenção e redes, astrônomo amador, eletrotécnico e apaixonado por TI desde o século passado.

LG confirma especificações de seu telefone Velvet antes do lançamento

LG mostra brevemente renderização do próximo smartphone top de linha da empresa

dicas-para-evitar-lentidao-na-internet-da-sua-casa

Dicas para evitar lentidão na internet da sua casa