Artigo

12/11/2021 às 11:07

8 min leitura

Avatar Autor
Por Emanuel Negromonte

Quando usar VPN no Linux? É mesmo necessário?

Saiba se você precisa ou não de uma VPN no Linux!

Quando usar VPN no Linux? É mesmo necessário?

O Linux é sem dúvida um dos sistemas operacionais mais seguros e ágeis quando o assunto é correções. No entanto, precisamos entender alguns tabus que andam sendo levantados e que em alguns cenários não fazem nenhum sentido. O uso de VPN não é obrigatório em nenhum sistema, muito menos no Linux, não confunda VPN com proteção contra malware e outras ameaças. Desta forma, saiba quando usar VPN no Linux e se para você o serviço de rede privada virtual é mesmo necessário.


O que é VPN?

Antes é preciso entender o que é uma VPN. Rede Virtual Privada (Virtual Private Network – VPN), é um serviço onde o foco é garantir maior segurança em seu conexão com a internet. Em suma, você vai conectar os seus dispositivos sejam eles mobiles ou não, a uma rede criptografada. Dito isso, é como se os dados que você envia e recebe pela internet fossem carros e a conexão fosse um túnel. No entanto, um túnel só para você, seus carros.

Com isso, digamos que a internet pública como conhecemos, seriam as redes públicas, as vias federais ou BR. Todos tem acesso, todos compartilham o mesmo tráfego. Mas, no caso da VPN é como se você tivesse uma estrada apenas para você, só que para seus dados.

Mas como a VPN protege você na Internet?

Bom, vamos para mais uma ilustração. Imagine que você está entrando em uma rodovia onde houvesse um pedágio cujo acesso depende de uma senha gigantesca, pois bem, esse é o túnel privado e a senha é a criptografia. Mas, imagine que para a senha ser aceita é preciso uma combinação de outros dados, e um deles é o seu CPF, digamos. Dito isso, sabemos que alguém poderia ouvir o seu CPF quando verbalizasse, e assim, quem ouvia poderia acessar a mesma via (VPN) que você ou tentar.

Na VPN o seu CPF é o IP, e além da criptografia o IP também é mascarado. Mas, somente você e a empresa gestora da via (VPN) sabe qual é o IP real e o IP mascarado. A grande maioria das VPNs podem mascarar tão bem o seu IP a ponto de parecer que você está no Japão, mas está apenas no interior em algum lugar do Brasil.

No entanto, isso não impede de você ter algum malware instalado em seu Linux. Dizemos isso, pois é possível que abra um anexo recheado de malware, clique em algo sem prestar atenção, utilize pendrive com ameaças, são muitas as possibilidades.

Desta forma, todos sabemos que as redes públicas como aeroportos, lojas e grandes centros, possuem redes onde todo mundo se conecta. Mas, também sabemos que são estes locais os preferidos para crackers interceptarem as conexões e roubarem dados, e é aí aonde a VPN é muito necessária.

Entendendo melhor o uso da VPN

Observe. O seu notebook ou smartphone, é apenas o criador do conteúdo de tudo o que você digita. No entanto, depois que você conecta a internet, esses dados que você criou ou digitou precisa conversar com outro servidor. Assim, vamos ilustrar que você precisa fazer uma transferência bancária, para acessar o seu aplicativo bancário no aeroporto, você vai precisar se conectar a internet. Depois disso, terá que digitar a senha do banco, de acesso ao aplicativo, e vai clicar obrigatoriamente no botão enviar. Pois bem, é neste momento que os dados serão enviados rapidamente para o servidor do banco validar, e é nesta hora que o cracker pode interceptar, e pegar essa senha.

No entanto, não é apenas senha, existem muitas outras informações valiosas que os usuários mal-intencionados querem ter acesso, inclusive e-mails. Para roubar os dados através de interceptações os crackers usam programas chamados de sniffer.

Com tudo, há também pessoas que utilizam VPN para acessar sites bloqueados para o seu país, ou quando alguém ou organização, está monitorando os dados daquela região.

Preciso usar VPN no Linux?

Obrigatoriamente NÃO. No entanto, não podemos negar que o uso de VPN protege e dificulta a interceptação de dados. Você precisa analisar o quão sensível são os dados que você está enviando pela internet, e claro, se você costuma usar internet pública como a de aeroportos. Desta forma, se costuma viajar e usar a internet de terceiros é recomendável o uso de uma VPN.

Mas, é muito importante dizer que VPN para Linux existe, mas não é igual a queijo e goiabada. Assim, você pode usar de acordo com as suas necessidades, mas não é obrigatório para pessoas que não costuma conectar em qualquer rede.

Nós separamos alguns links interessantes sobre VPN, apenas uma leitura adicional:

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.

Últimos artigos

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.