Software de substituição CarPlay da GM teve um início desastroso

GM introduz novo software

Jardeson Márcio
4 minutos de leitura
Imagem: BR Atsit

A GM decidiu abandonar o CarPlay já nos seus veículos elétricos do ano modelo 2024. Mas isso talvez não seja uma decisão muito certeira. Algumas das primeiras análises do mundo real do Chevy Blazer EV 2024 surgiram, e certamente não parece que o software de infoentretenimento “Ultifi” da GM esteja pronto para o jogo. Podemos dizer que o software de substituição CarPlay da GM teve um início desastroso.

Software de substituição CarPlay da GM pode não ser bem “aceito” nesse momento

De acordo com o 9to5Mac, tanto Edmunds quanto InsideEVs publicaram histórias esta semana destacando alguns dos principais problemas com seus Chevrolet Blazer EVs 2024. O InsideEVs disseque “o Chevrolet Blazer EV 2024 me deixou preso na zona rural da Virgínia”. Já Edmunds postou: “Nosso Chevy Blazer EV tem 23 problemas depois de apenas 2 meses”.

As histórias completas se aprofundam em uma infinidade de problemas que ambos os sites tiveram com o Chevy Blazer EV, muitos dos quais são falhas e falhas de hardware. Vamos focar em algumas das reclamações sobre o novo sistema de infoentretenimento automotivo que substitui o CarPlay.

software-de-substituicao-carplay-da-gm-teve-um-inicio-desastroso

Nick Yekikian, da Edmunds, descreve a experiência do sistema de infoentretenimento da GM ficar preso em um ciclo infinito de reinicialização.

“A recente viagem de Los Angeles a San Diego – para participar de um evento de mídia do Blazer EV, curiosamente – começou sem intercorrências. Mas então os interruptores das janelas se recusaram a funcionar. E então a tela do infoentretenimento derreteu completamente, presa em um loop infinito de desligar, ligar, exibir um mapa centralizado no meio do Oceano Pacífico e desligar novamente. Ele fez isso até sairmos da rodovia e ligarmos o carro. Tudo ficou bem após a redefinição, mas uma hora depois aconteceu de novo.”

Kevin Williams em InsideEVs:

Inicialmente, o Blazer EV estava bem. Mas cerca de 25 minutos fora de Gallipolis, houve uma rápida pausa no áudio do Bluetooth e então toda a tela do infoentretenimento ficou em branco. Os controles de aquecimento, AC e volume ainda funcionavam, mas todos os ícones estavam faltando. A integração do cluster de medidores com o Google Maps ainda mostrava minha localização, e eu ainda tinha velocidade e alcance, então imaginei que o carro estava bem e que isso era apenas uma falha.

Williams então descreve o processo de solução de problemas, incluindo várias reinicializações diferentes (enquanto olha para uma tela de “inicialização do Android…”), um telefonema com a GM e uma pesquisa no Reddit.

Fiquei sentado na beira da estrada pelos próximos 20 minutos, folheando os fóruns do Lyriq e as postagens do Reddit, esperando que houvesse uma solução rápida e eu pudesse voltar à estrada. O consenso é que se a redefinição não funcionou, muitos problemas de infoentretenimento do Lyriq foram corrigidos quando o veículo entra em “sono profundo”, desligando muitos de seus complicados módulos de computador. Isso envolveria afastar-se de um veículo trancado por pelo menos cinco minutos, algo que não era possível ou seguro fazer em uma rodovia movimentada.

Parece que a GM pode ter se precipitado ao abandonar completamente o CarPlay este ano. Algumas dessas anedotas pintam um quadro bastante desastroso do estado do software. Veremos o que acontece a seguir, mas até o momento a empresa não deu qualquer indicação de que reverterá a decisão.

Share This Article
Follow:
Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias. Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.