in

Tor Project demitirá um terço da equipe

O Projeto Tor demitiu 13 dos 35 funcionários.

Cibercriminosos assumem controle da rede Tor para interceptar tráfego do usuário

A pandemia de coronavírus causou perdas importantes no Projeto Tor. A organização é a responsável pelo navegador focado em privacidade Tor. Então, na última sexta-feira, o Tor Project divulgou que demitirá um terço de sua equipe devido ao ônus econômico causado pela pandemia de coronavírus ( a COVID-19).

O Tor, como grande parte do mundo, foi atingido pela crise do COVID-19, afirmou sexta-feira Isabela Bagueros, diretora executiva do Projeto Tor, em comunicado divulgado em seu site.

Como muitas outras organizações sem fins lucrativos e pequenas empresas, a crise nos atingiu fortemente e tivemos que tomar algumas decisões difíceis. Tivemos que deixar 13 grandes pessoas que ajudaram a tornar o Tor disponível para milhões de pessoas em todo o mundo, Bagueros disse. Vamos continuar com uma equipe principal de 22 pessoas, concluiu.

Tor Project demitirá um terço de sua equipe

Tor Project demitirá um terço da equipe
Imagem: Reprodução | Bleeping Computer.

Bagueros disse que, apesar dos cortes de trabalhadores, a equipe atual poderá continuar executando seus servidores e softwares daqui para frente. Isso inclui a rede de anonimidade do Tor e o pacote do navegador Tor.

A decisão do Projeto Tor foi um fato que alguém poderia ter previsto facilmente. A organização sem fins lucrativos com sede nos Estados Unidos sobrevive inteiramente de doações.

Todos os anos, o projeto realiza uma campanha de doações no final do ano, em uma tentativa de reforçar suas finanças para o próximo ano.

Com a maioria dos doadores (usuários, governo dos EUA e setor privado) concentrados em sobreviver à crise econômica do COVID-19, a equipe Tor parece estar tendo problemas para angariar fundos para se sustentar durante a pandemia.

Outras empresas

O Projeto Tor não é a única organização que está passando por tempos difíceis. Da mesma forma, outras empresas também foram forçadas a cortar pessoal. A lista inclui grandes nomes como Tesla, BestBuy, GAP, Macy’s, Yelp, Disney, Vox Media e muitos outros. O problema é acreditar que gigantes como Tesla e Disney não poderiam segurar os empregos durante a pandemia.

ZDNet

O que você achou disso:?

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.

AMD confirma que CPUs Zen 3 para consumidores serão lançadas este ano

As CPUs de desktop AMD Ryzen 4000 podem suportar placas-mãe AM4!

Google Meet se prepara para adicionar suporte a Live Captions para português

Como utilizar o Hangouts Meet do Google