Wi-Fi Alliance anuncia o Wi-Fi 6

A Wi-Fi Alliance acaba de anunciar o Wi-Fi 6. Porém não se trata de uma nova tecnologia mas sim de uma nova nomenclatura para o  “802.11ax”. Wi-Fi Alliance  é uma a organização sem fins lucrativos que promove a tecnologia Wi-Fi e certifica que os produtos atendem a determinados padrões de qualidade. A mudança serve para que o usuário possa se identificar mais facilmente se tiver um dispositivo compatível com o padrão Wi-Fi mais recente. Além disso, a nova nomenclatura não se aplica apenas ao novo Wi-Fi 6. Todos os padrões anteriores foram renomeados. Confira neste post que a Wi-Fi Alliance anuncia o Wi-Fi 6.

Wi-Fi Alliance anuncia o Wi-Fi 6

Edgar Figueroa, CEO e presidente da Wi-Fi Alliance, explica:

Por quase duas décadas, os usuários de Wi-Fi tiveram que revisar as convenções de nomenclatura técnica para determinar se seus dispositivos são compatíveis com a versão mais recente do Wi-Fi. Temos o prazer de apresentar o Wi-Fi 6 e lançar um novo esquema de nomes para ajudar os usuários a entender facilmente a geração de Wi-Fi compatível com seus dispositivos ou conexão.

Como ficarão

As gerações anteriores de Wi-Fi foram identificadas com números e letras, como os da família 802.11. Mas além desse número que já é bastante complexo, ele também seguiu letras, como 802.11ax.

De agora em diante, identificar se você tem o dispositivo compatível com o padrão de última geração será mais fácil. Não precisará lembrar se o 802.11 é seguido por um “a” e um “c” ou “ax” ou um “n”. Basta Wi-Fi e o número. Assim,

  • O Wi-Fi 6 será usado para identificar dispositivos compatíveis com a tecnologia 802.11ax;
  • O Wi-Fi 5 será usado para identificar dispositivos compatíveis com a tecnologia 802.11ac;
  • e o  Wi-Fi 4 será usado para identificar dispositivos compatíveis com a tecnologia 802.11n.

Fonte

 

Claylson
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Life is Strange 2 será lançado para Linux

Previous article

Como instalar o Opera 56 no Ubuntu, Debian, Linux Mint e derivados

Next article

You may also like

More in Notícias