Xiaomi e Oppo planejam lançar seus próprios chipsets

Jardeson Márcio
3 minutos de leitura
Imagem: NotebookCheck

O Android Police relatou recentemente que o Google estava trabalhando em seu próprio chip smartphone, mas parece que a empresa não é a única no mundo Android querendo ir independente. Um novo relatório da DigiTimes afirma que Xiaomi e Oppo estão trabalhando em seus próprios chips compatíveis com 5G. Mais concorrência para a gigante Qualcomm?

xiaomi-e-oppo-planejam-lancar-seus-proprios-chipsets

A publicação escreve que os dois fabricantes pretendem lançar seus processadores entre o final de 2021 e o início de 2022, citando fontes da indústria em Taiwan. Os chips são supostamente compatíveis com redes 5G sub-6Ghz, mas não muito mais foi revelado sobre os produtos potencialmente futuros. Parece que a empresa independente de semicondutores Unisoc também deseja lançar um SoC próprio por volta dessa época, então podemos ter uma grande movimentação no mercado.

A Xiaomi lançou um novo chip antes de sua revelação Mi 11 Ultra, mas acabou se revelando nada mais do que um processador de imagem, o primeiro que criou desde 2017, o que ainda é um feito de engenharia impressionante por si só.

No geral, os chips internos são uma tendência emergente iniciada pela Apple e Samsung com os chips A e os conjuntos Exynos, e parece que cada vez mais fabricantes estão seguindo o exemplo.

Oppo e Xiaomi em ação: Smartphones ganharão mais opções de chipsets no futuro

É inegável que a Qualcomm tem um público bastante consistente quando o assunto é chipset para smartphone. No entanto, o Exynos da Samsung tem ganhado seu espaço junto à empresa.

Além de concorrer com empresas como a MediaTek, que tem se destacado no mercado de chipsets, por exemplo, agora a Qualcomm terá ainda mais concorrência, com a entrada da Xiaomi e Oppo desse mercado cada vez mais crescente. Além disso, o Google já está entrando nesse meio também. Teríamos um futuro onde os smartphones de todas as empresas virão com seus próprios chipsets?

Não dá para afirmar que isso acontecerá. Entretanto, talvez possamos sugerir que as empresas já firmadas nesse mercado terão que se desdobrar para se manterem no topo, porque a concorrência está chegando e, está chegando aos montes.

Xiaomi, Oppo e outras empresas chinesas estão provavelmente particularmente interessadas no acesso independente aos chips, já que a terrível situação da Huawei provavelmente as fez questionar suas cadeias de suprimentos.

Esperamos que o mercado ofereça excelentes opções, independente de concorrência, os usuários merecem os melhores chips em seus smartphones. Esperamos que a concorrência abra espaço para novas tecnologias e redução nos valores finais dos produtos (embora talvez isso não aconteça). Ansiosos para verem os chipsets da Xiaomi e da Oppo em ação?

Com informações de: Android Police
Share This Article
Follow:
Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias. Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.