Notícias sobre Ubuntu, Debian, Fedora, Linux, Android, Tecnologia, LibreOffice e muito mais!

Canonical muda planos com Unity 7 e também sobre o Ubuntu 17.10.

O Unity não vai acabar tão cedo!

A Canonical tem se importado com os comentários que estão sendo feitos em fóruns do Ubuntu. Alguns reclamam sobre o fim do Unity e outros dizem frases do tipo “já vai tarde”. Pois é, tentando agradar a todos a Canonical decidiu que não vai encerrar o Unity tão cedo. O Unity 7 vai continuar normalmente nos repositórios do Ubuntu, no entanto o projeto em torno do ambiente para desktop padrão do Ubuntu permanece o GNOME.

Novidades em torno do Unity 7 para o Ubuntu 17.10

O Ubuntu 17.10 já conta com uma mesclagem de Unity e GNOME, pois é, você vai ter a sessão GNOME e a sessão Unity, e você vai poder escolher qual ambiente vai desejar iniciar. Todos sabemos que alguns usuários no passado tiveram problemas com o Unity e o GNOME instalado juntos, mas a Canonical garante que tudo foi corrigido e que estes conflitos não vão mais existir.

ubuntu-17-10-canonical-unity-7-mudanças

Para aqueles que desejarem experimentar a sessão Unity, o nome do pacote é unity-session e já esta disponível para instalação, esse pacote pode ser instalado por quem não tem o Unity, ou seja, para quem esta usando o GNOME ou outros ambientes, e claro, desde que estejam utilizando o Ubuntu 17.10 que esta em suas versões de testes. No momento ainda não compilações diárias.

Essa compilações diárias podem trazer muitas mudanças, mas em breve devem sair as versões Alfa, Beta e depois a final do Ubuntu 17.10. Confira um trecho do anúncio que foi feito por Will Cooke:

Migramos o ubuntu-session para um novo pacote unity-sesssion. Isso significa que a sessão padrão é o GNOME Shell e as pessoas podem instalar o Unity 7 e seus pacotes relacionados via unidade-session. A migração está funcionando bem até agora, mas ainda temos mais algum trabalho a fazer para garantir que tudo apenas funcione.

Disse: Will Cooke

Mais algumas novidades no Ubuntu 17.10

Mas, lembre-se que os planos em torno do Ubuntu com GNOME como desktop padrão não mudou. A Canonical disse que não vai abandonar o Unity 7 tão rápido e que os usuários ainda podem instalar seu amado ambiente de trabalho através dos principais repositórios, apenas não haverá novos recursos adicionados ao Unity. No entanto, eles agora estão se preparando para substituir o gerenciador de login do LightDM pelo GDM como padrão.

Em seu último relatório, Will Cooke também revela que eles estão trabalhando em uma nova implementação do LivePatch UI para adicionar a lista de CVEs do kernel que são tratadas pelo serviço. Por outro lado, os testes para permitir a reprodução de vídeo acelerado por hardware por padrão no Ubuntu 17.10 continua. Agora, eles estão fazendo testes para usar a estrutura multimídia GStreamer mais recente e a API do VA, resultando em um uso de CPU de 3% ao jogar H.264 4K 60FPS em GPUs Intel Haswell. A reprodução de vídeos HEVC 4K H.265 também é possível no Intel Skylake ou em processadores posteriores.

Por enquanto, o Ubuntu 17.10 permanece baseado no kernel Linux 4.10 que está sendo usado no atual lançamento estável, o Ubuntu 17.04 (Zesty Zapus), mas a equipe do Ubuntu Kernel está testando o próximo kernel do Linux 4.12 nos repositórios instáveis ​​e ainda estão planejando usar o kernel do Linux 4.13 para a versão final em 19 de outubro de 2017.

Para mais informações leia o relatórios do Will Cooke completo:

Relatório do Ubuntu 17.10

 

Comentários