Ubuntu 17.10 com novidades, e o Unity 7 vai ser atualizado! Confira!

A Canonical divulgou informações sobre o futuro do Unity 7 e outros itens!

O Ubuntu 17.10 terá como padrão o GNOME, no entanto ao contrário do que muitos imaginaram o Unity 7 vai receber novos ajustes. Até agora sabíamos que a Canonical iria fazer uma sessão limitada priorizando o GNOME no Ubuntu 17.10 mas os planos mais uma vez alteraram.

Unity 7 no Ubuntu 17.10

O fato é que o Ubuntu 16.04 LTS ainda segue com o Unity 7 e precisando de atualizações, então os desenvolvedores resolveram unir o útil ao agradável, já que existem versões do Ubuntu que ainda usam o Unity 7 nada mais justo que lançar atualizações para estes, e já que a versão disponibilizada para o Ubuntu 17.10 é o Unity 7 ao invés do Unity 8, eles decidiram em fazer alguns ajustes.

Os ajustes vão beneficiar máquinas antigas e usuários que ainda utilizam máquinas virtuais, não há nenhuma informação do fim do Unity 7 até agora. Pelo o que observamos muitas reuniões vem sendo feitas tanto por parte da Canonical quanto pela Comunidade Ubuntu. E pelo o que observamos algumas questões comunitárias estão sendo levadas em consideração pela Canonical que é a empresa por trás do Ubuntu.

GNOME no Ubuntu 17.10

O GNOME neste momento vem recendo alguns ajustes, agora a Canonical esta testando uma opção de privacidade, eles submeteram a opção de ativar ou desabilitar essa opções ao projeto GNOME, ainda não foi dada nenhuma resposta e encontra-se aguardando providências. Essa questões foram submetidas ao upstream do Network Manager, vamos então aguardar novas informações, se vai ser aceito ou não pela equipe do GNOME.

Também estarão disponíveis para testes versões atualizadas do gedit, gnome-sudoku, quadrapassel, gnome-dictionary, gnome-calculator e o gnome-clocks que já estão na loja de snap da Canonical e disponível para o GNOME 3.24. A ideia é que o Snap veja com tudo na nova versão do Ubuntu 17.10, mais pacotes Snap estão sendo implementados todos os dias por seus mantenedores, mas ainda não é considerado suficientes, a Canonical vem incentivando desenvolvedores ao redor do mundo para que produzam seus pacotes no formato Snap.

Ajustes e correções no Ubuntu 17.10

Agora em Julho e quase chegando em agosto, muita coisa ainda vem sendo feita, uma limpeza na ISO do Ubuntu 17.10 esta sendo feita minuciosamente, o foco não é reduzir o tamanho, mas remover tudo aquilo que é obsoleto, a lista não é tão grande, mas estão fazendo limpeza já começou e todos os dias novas ISO’s do Ubuntu 17.10 estarão sendo geradas com essa limpeza.

Um problema que estava afetando o Ubuntu 17.10 foi justamente no GDM, os usuários que precisavam do bluetooth de alta qualidade A2DP não estavam conseguindo ativar o serviço ao fazer login e tentar fazer uso do serviço, é como se o perfil não pudesse ser habilitado, a correção foi lançada, e novos testes precisam serem feitos novamente, afim de detectar novos problemas.

Alguns problemas também acabaram respigando em alguns aplicativos. O LibreOffice que sofreu um bloqueio devido a um problema do Kernel Ubuntu i386, ele foi atualizado para o LibreOffice 5.3.4 pois o problema ocorreu em versão anterior do LibreOffice, a solução é alternativa e precisa mais uma vez de testes dos usuários.

O nplan autopkgtest foi até que enfim submetido à grandes correções, e agora o bloqueio a atualização do gerenciador de rede foi removido por completo.

Outros ajustes estão sendo realizados, a ideia é que tudo ocorra bem e sem grandes problemas no Ubuntu 17.10. Sabemos que informar os problemas e correções podem remeter a algo inseguro ou até problemático, no entanto, são raras as distribuições que expõem seus problemas ao público. Geralmente os desenvolvedores do Ubuntu já fazem seus anúncios apresentado as soluções, o melhor de tudo isso, é que todos os erros e falhas reportados pelos usuários testados do Ubuntu 17.10 foram corrigidos e encontram-se aguardando novos testes.

Mais uma vez pedimos, ajudem a testar novíssimo Ubuntu 17.10, para que a versão final seja entregue da melhor maneira possível!
Através da Insights Ubuntu

Comentários