in

A história da Apple

Hoje vamos falar de um assunto um tanto raro por aqui, Apple. Conheça um pouco mais sobre essa empresa que mudou a indústria móvel!

a-historia-da-apple

A Apple é conhecida por ter evoluções consideráveis, ao mesmo tempo, pelos altos preços de seus produtos. Mas, será que alguém já contou para você a história da Apple? Então, hoje vamos contar como tudo começou, inclusive falar um pouco sobre o Steve Jobs.

A empresa revolucionou a indústria móvel, o primeiro marco da empresa foi o lançamento do iPod, que com toda certeza revolucionou a indústria das músicas. Em 2004, exatos três anos depois, a Apple lança o seu primeiro iPhone, na verdade, uma parceria com a Motorola eles lançaram o ROKR que alguns chamavam de iTunes Phone.

O resultado foi péssimo, e nem mesmo o Jobs apostava que isso iria vingar, afinal de contas, a Apple nunca acreditou que ter um telefone próprio seria um bom negócio. Na época, os aparelhos existentes eram praticamente iguais, e algumas grandes marcas já dominavam o mercado, este foi o cenário que a maçã resolveu entrar naquela época.

Na mesma época, o sistema operacional popular em quase todos os smartphones era o saudoso Symbian, até porque naquela época, era quase um feito histórico ter um celular com internet rápida ou até mesmo um telefone com capacidade de processamento, ou melhor, um computador na palma da mão.

Vamos ver um comercial deste primeiro telefone da Apple:

Continuando a nossa jornada pela história da Apple, o próximo lançamento seria o Purple, tudo começou como um tablet, e ninguém tinha muita informação disso, devido ao sigilo inicial que foi mantido pela empresa, e assim, tudo começou como um tablet. Até as pessoas que estavam sendo contratadas, não sabiam ao certo com que iriam trabalhar.

iPhone 1

Assim, em 2007 o primeiro iPhone é apresentado ao mundo, essencialmente no mês de janeiro. Com isso, as mudanças que mais tarde as outras empresas iriam adotar, começou pela Apple, como a ausência de teclado físico, o pinçar para dar zoom, e o uso do acelerômetro. As vendas do primeiro modelo começaram em 29 de junho do mesmo ano.

Este primeiro lançamento teve a ideia de unir três coisas em apenas um só, telefone, iPod e comunicador com internet. O iOS tão conhecido nosso, era chamado de iPhone OS, e a Apple Store só foi aberta em 2008, no entanto, nada impedia que os parceiros desenvolvessem as aplicações para a Apple.

E eis que começa as famosas filas para comprar o um telefone da Apple, mesmo com o preço salgado, isso sim, se mantém até hoje. E detalhe, até hoje no eBay o iPhone 1 é extremamente caro, e acredite, muita gente compra para colecionar.

E assim, em setembro de 2008 o sucessor do lançamento anterior, pode chegar ao Brasil, e era distribuído entre as cores branca e preta. E quando a maça chegou em terras tupiniquins, já deve uma dor de cabeça, a Gradiente, conhecida nossa, havia registrado uma marca com o “i” maiúsculo e a Apple, entrou na justiça pelo nome.

iPhone 3G e 3G S

O Iphone da Gradiente que foi lançado em 2013 não vingou, mas até hoje o caso ainda segue com inúmeros recursos, e a Apple continua com o registro do nome intacto. Neste lançamento, a Apple chamou o seu segundo iPhone de 3G e sucessor 3G S, onde teve sua capacidade de armazenamento aumentada e agora a capacidade de gravar usando a câmera, já seria possível.

iPhone 4

Em 2010 seguimos com o iPhone 4, mas tudo começa antes do lançamento, devido a um dos engenheiros ter esquecido o protótipo dele em um bar, e quem entrou, vendeu o modelo para um site de tecnologia por aproximadamente US$ 5.000. Mesmo assim, há quem diga que foi proposital e tudo combinado com a própria Apple.

E assim, o iPhone 4 foi lançado com a revolução no design, afinal agora o telefone da Apple viria com traseira lisa, bordas suaves e as laterais de metal que serviam como antena. Para inovar, ele estreou o mercado ao utilizar retina display, fabricado pela LG, além de uma câmera frontal VGA.

Por um lado épico, por outro, alguns problemas começaram a surgir especialmente na captação do sinal, então você teria que saber pegar muito bem neste telefone para que não ficasse sem sinal, até porque a mão tampava a antena, e aí já era.

Ao perceber a falha, a Apple recolheu o primeiro lote para corrigir o problema, e até criou uma capinha que ajudava a evitar o problema causado por uma falha na engenharia e/ou designer. Mas, desta vez, as vendas foram um sucesso.

iPhone 4S

A partir daí o mundo inteiro já esperava o iPhone 5, mas em outubro de 2011 a Apple apresenta o iPhone 4S. E eis que surge as versões com a letra S, o que entendemos que são lançamentos com menos mudanças e que sempre são lançados entre as gerações que muda o primeiro dígito.

Mas, naquela época, o S era mesmo da Siri, que também estreava neste lançamento. E aí começa a mudança para o processador A5 e a câmera que grava em Full HD, isso sim era um destaque. Tanto que o modelo 4S foi o mais vendido de toda a história do iPhone.

Neste mesmo ano, a Apple foi marcada pelo falecimento do Steve Jobs que se foi um dia depois do evento, e por estar hospitalizado não foi ao evento do lançamento. E aí chegamos em 2005, e quem queria mudança teve.

iPhone 5

O iPhone 5 foi lançado tendo como matéria prima o alumínio, fazendo com que o novo modelo ficasse mais leve e até mais fino, como tudo mundo gosta. A tela também ganhou mudança, neste lançamento, a tela ficou com 4 polegadas.

Na mesma época, a Apple também lançou os fones de ouvidos tradicionais com fio e os sonhados AirPods. E assim, a Apple cai nas mãos do Tim Cook que até hoje é criticado, dizem que depois do Steve Jobs a Apple nas mãos do Cook perdeu a mão nos lançamentos.

iPhone 5C

E assim seguimos com o lançamento duplo, destinado a quem não poderia pagar tão caro por um iPhone. O primeiro modelo é o 5C, que tinha revestimento de plástico de cores vivas, mas infelizmente o visual era bem rústico, no entanto, a parte de hardware eram bem próximas do iPhone 5. As vendas não foram boas e a Apple nunca mais quis repetir a dose.

iPhone 5S

E aí encontramos o lançamento do 5S onde a cor Cinza Espacial foi estreada juntamente com o famoso touch id. E não foi só isso, o CHIP Apple A7 também foi lançado neste modelo, o primeiro de 64 bits do mercado. E a câmera que ganhou flash dual led.

A partir de agora a Apple já havia cutucado o mercado de smartphones, e em 2014, muitos modelos já estavam seguindo os padrões da maçã, ou quase isso. Afinal no mesmo ano, começou a surgir a necessidade de telas maiores e mais largas.

iPhone 6 e iPhone 6S

E assim em 2014 surge o iPhone 6 e o iPhone 6 Plus, sendo o 6 tinha 4,6 polegadas de tela e o plus cerca de 5,5 de tela, o que era muito bom para o mercado naquele momento. As câmeras também receberam novidades, especialmente as frontais que começaram a gravar em HD.

Em matéria de serviço, o Apple Pay também surgiu junto com o lançamento. Junto também com os problemas do iPhone 6, muita gente gravou vídeo mostrando que o novo modelo dobrava, ou entortava. E que mesmo assim, foi a geração mais vendida da Apple, cerca de 220 milhões de unidades vendidas no mundo inteiro.

Em 2015 é o ano do iPhone 6S e iPhone 6S Plus e a novidade foi o 3D Touch, cuja tecnologia sente a pressão que o usuário faz na tela, revelando opções extras dos aplicativos. A câmera traseira também teve melhoria, chegou a 12MP e gravando a 4K, e para evitar que a nova versão entortasse no bolso como o antecessor, a Apple resolveu usar o alumínio utilizado foi trocado por uma mais resistente, e assim tudo foi resolvido. E seguindo com as novidades, o 6S também foi marcado pelo uso de 2GB de RAM, o que era incomum nos iPhones.

iPhone SE, iPhone 7 e 7 Plus

Em maior de 2016 surge então o iPhone SE, o que levou o iPhone 5C ser aposentado, e aí o SE foi lançado com um visual mais clássico sem tantas lapidações. E em setembro é lançado o iPhone 7 e iPhone 7 Plus. Deixando de lado os conectores clássicos dos fones de ouvido, e também recebeu uma grande melhorias, que foi a resistência a água e poeira. E assim, o padrão de armazenamento mudou. Aquele padrão de 16GB já não existe no 7 sendo o mínimo 32.

iPhone 8, 8 Plus e iPhone X

Em 2017 tivemos então o lançamento de três modelos, o iPhone 8, iPhone 8 Plus e o iPhone X que todos foram estreados com upgrade no processador e também pelo uso de GPU própria da Apple. Sendo este último, um lançamento comemorativo, afinal a Apple completou 10 anos.

Foi neste modelo, que foi lançado a tela nova cobrindo todo o aparelho, quer dizer quase tudo, pois no meio da tela está a câmera e o dispositivo que faz o Face ID funcionar, que também é uma novidade para o lançamento.

iPhone XR, XS e XS MAX

Em 2018, essencialmente em 12 de setembro temos a chegada do iPhone XR que enterra o botão touch ID que foi substituído pelo Face ID que vimos no iPhone X, inclusive o aparelho é muito parecido com a versão dez do iPhone. Ao mesmo tempo, o iphone XS também foi lançado, seguindo o mesmo padrão, tendo também a versão com tela maior, o iPhone XS Max.

No momento desta publicação, o iPhone XS é a versão mais recente dentre os aparelhos da Apple. A gente sabe que existem outros produtos da Apple, como os computadores de mesa, notebooks, capas, capas carregadoras e muitos outros.

A história da Apple é bem longa e os produtos também. A gente sabe que nem todo mundo gosta da marca, mas hoje resolvemos a abordar um pouco sobre a empresa que carinhosamente é conhecida como a prima rica do Linux.

Caso você queira informações mais detalhadas da história da Apple, visite o site.

Escrito por Emanuel Negromonte

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.

Bug teria permitido invasão à rede interna do Google

Bug teria permitido invasão à rede interna do Google

Novo esquema de phishing solicita que você faça login para ler mensagem! Cuidado!