in

AMD lança placa de vídeo Radeon Pro com arquitetura de 7 nanômetros

O mercado de design em 3D é o alvo.

AMD lança placa de vídeo Radeon Pro com arquitetura de 7 nanômetros
AMD Radeon Pro W5700. Crédito da imagem: AMD.

A Advanced Micro Devices, ou AMD, está lançando a placa de vídeo AMD Radeon Pro W5700. Para alguns, esse pode ser um ataque à Nvidia no mercado de gráficos de estações de trabalho.

A nova placa de vídeo e seu chip são equipados com a arquitetura RDNA da AMD. Assim, ela poderá fornecer alto desempenho e eficiência de energia para profissionais que trabalham com gráficos.

AMD lança placa de vídeo Radeon Pro

O mercado-alvo é o de design 3D, geralmente chamado de design auxiliado por computador (CAD, sigla em inglês). Mais especificamente, a placa de vídeo RadeonPro W5700 visa permitir que os designers sejam mais produtivos com as ferramentas de visualização que exigem muito dos gráficos que estão gradualmente começando a complementar os fluxos de trabalho de design tradicionais.

AMD lança placa de vídeo Radeon Pro com arquitetura de 7 nanômetros
Para alguns, esse pode ser um ataque à Nvidia no mercado de gráficos de estações de trabalho.

Por exemplo, o engine de jogo Unity está tendo sucesso como uma ferramenta de visualização em tempo real na área automotiva e em visualizações de arquitetura.

A razão para essa mudança é que os aplicativos de design tradicionais, como o Solidworks da Dassault System, estão fortemente focados na função em vez da forma. Segundo a AMD, eles fornecem um grande número de funções de design para atender à crescente demanda na complexidade do produto, mas melhorar a fidelidade da janela de visualização geralmente não é a prioridade para aplicativos de design.

A placa gráfica Radeon Pro W5700 não foi projetada apenas para fornecer desempenho em aplicativos de design tradicionais. Além disso, ela foi desenhada para oferecer uma rica experiência ao usuário para novos fluxos de trabalho de visualização.

Algumas características da placa

Além disso, a AMD está introduzindo o AMD Radeon ReLive for VR. Esse recurso transmite o conteúdo de VR (realidade virtual) processado no seu computador para um monitor sem fio montado na cabeça (HMD) para uma experiência única e sem restrições.

O Radeon ReLive for VR permite que você percorra um espaço arquitetônico ou um conjunto virtual. Dessa forma, você não precisa se preocupar com fios, estações base ou salas de VR dedicadas. Ainda mais, ele possui conectividade Wi-Fi 5 (ou 802.11ac, em termos antigos).

O chip possui 10,3 bilhões de transistores e 36 unidades de computação. Além disso, possui 2.304 processadores de fluxo e opera com um clock base de GPU de 1183 MHz.

Jon Peddie, analista da Jon Peddie Research, disse em um e-mail ao site Venture Beat que a Nvidia tem cerca de 85% do mercado de chips de estação de trabalho, e a AMD está lutando por pequenos ganhos percentuais ao, por exemplo, lançar a placa de vídeo Radeon Pro W5700.

Fonte: Venture Beat

Leia também:

AMD anuncia novos processadores Threadripper de 3ª geração, um Ryzen 9 e um Athlon

Escrito por Leonardo Santana

Astrônomo amador, eletrotécnico e apaixonado por TI desde o século passado.

O Facebook está testando um aplicativo de criação de memes chamado Whale

O Facebook está testando um aplicativo de criação de memes chamado Whale

Veja uma comparação entre AppImage, Snap e Flatpak

Como instalar o Chob no Linux – Um programa para encontrar facilmente SNAPS, FLATPAKS e .AppImage