AMD prepara recurso “PAN” que pode ajudar a aumentar o desempenho do Linux

Claylson Martins
3 minutos de leitura

Os engenheiros de código aberto da AMD enviaram uma solicitação de commits sobre um novo recurso do kernel chamado “PAN”, ou Process Adaptive autoNUMA. Os primeiros números mostrados pela AMD indicam que o PAN pode ajudar no desempenho de algumas atividades em seu hardware de servidor mais recente em uma quantidade mensurável.

O PAN proposto é o Process Adaptive autoNUMA. Assim, é um algoritmo adaptativo que calcula o período de varredura do AutoNUMA. Portanto, o engenheiro Bharata B Rao da AMD explicou melhor sobre este assunto. Isso está na solicitação de commits (RFC) de patches do kernel Linux.

Nesta nova abordagem (autoNUMA adaptável ao processo ou PAN), reunimos estatísticas de falhas do NUMA no nível por processo, o que permite capturar melhor o comportamento do aplicativo. 

Além disso, o algoritmo aprende e ajusta a taxa de varredura com base na taxa de falha remota. Ao não aderir a um limite estático, o algoritmo pode responder melhor a diferentes comportamentos de carga de trabalho. 

Como os threads de um processo já são considerados como um grupo, adicionamos várias métricas ao [gerenciamento de memória] da tarefa para rastrear os vários tipos de falhas e derivar a taxa de varredura deles. As novas estatísticas de falha por processo contribuem apenas para o cálculo do período de varredura por processo, enquanto as estatísticas por thread existentes continuam a contribuir para as estatísticas do numa_group que eventualmente determinam os limites para migrar memória e threads entre nós. 

AMD prepara recurso “PAN” que pode ajudar a aumentar o desempenho do Linux

AMD prepara recurso “PAN” que pode ajudar a aumentar o desempenho do Linux

Além disso, a parte importante para usuários finais/clientes AMD EPYC é como o PAN pode beneficiar o desempenho do Linux. Com uma compilação de kernel Linux com PAN, eles descobriram que o benchmark HPC de interconexão Graph500 melhora em até 14,93%. Isso em comparação com uma compilação de kernel Linux padrão. Além disso, os benchmarks NAS foram até 8% melhores, o PageRank apenas cerca de 0,37% mais rápido e outros valores ficaram abaixo de 1%.

Isso é apenas com a seleção limitada de testes da AMD até este momento. Em breve, devem chegar novas comparações.

Até agora, porém, nenhum outro desenvolvedor do kernel comentou sobre a proposta do autoNUMA Adaptativo de Processo. No entanto, os interessados podem ver a série RFC para saber mais sobre esse recurso ou testá-lo. Em sua forma atual são menos de 400 linhas de novo código para melhorar o comportamento do Linux NUMA.

Share This Article
Follow:
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.