Take a fresh look at your lifestyle.

AMP – Editor de texto muito usado no terminal Linux, saiba como instalar

Se você gosta do VIM com toda certeza você gostar mais ainda do AMP, experimente.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

AMP é um editor de texto completo e potente para você usar via terminal Linux. A ideia é ter um editor rápido, completo e que não exija tantas configurações ou ajustes, realmente quem puder testar o editor de texto AMP vai ter um experiência muito boa no Linux. Se você usa o VIM atualmente, saiba que o AMP segue os mesmos padrões, para cada situação uma tecla e cada tecla uma função, e não é só isso, também é possível adicionar funcionalidades extras, o que deixa o editor AMP ainda mais completo e flexível.

O que você pode esperar do editor de texto AMP?

Primeiro é importante dizer que o AMP é destinado para desenvolvedores ou usuários intermediários, em especial o público que atualmente usa o VIM. Entre os recursos disponíveis a o destaque para sintaxe, um localizador de arquivos, integração básica do Git estão disponíveis sem precisar de configuração adicional ou dependências externas, como por exemplo, plugins, ctags, binários de indexação externos … etc.). Então, estas são as ferramentas padrão, vamos falar sobre seus recursos que são considerados interessantes e produtivos.

  • A primeira coisa que precisamos saber é que o Amp não exige qualquer configuração inicial.
  • As preferências do usuário estão em um único YAML (YAML é uma linguagem de serialização de dados legível por humanos. É comumente usada para arquivos de configuração, mas pode ser usado em muitas aplicações onde os dados estão sendo armazenados ou transmitidos ).
  • Há também um comando embutido para editar facilmente este arquivo sem ter que deixar o aplicativo.
  • Suporta UTF-8 (e por proxy, ASCII)

Recursos do AMP que estão sendo desenvolvidos

O suporte a outros tipos de codificação não deve chegar em breve. Os terminais de linha do Windows (CRLF) também ainda não são suportados, mas esperamos que o AMP os adicione nos próximos dias.

Ao contrário do Vim, o Amp não fornece painéis divididos. Recomenda-se usar o tmux, que fornece esse e muitos outros recursos para o shell, ou editor de texto e quaisquer outros aplicativos usados no terminal. Mas esperamos que o Amp inclua todos os recursos o quanto antes.

Instalação do AMP

Para instalar o AMP você deve executar os comandos abaixo de acordo com a sua distribuição. Nesta você verá instruções para instalar o AMP no Arch Linux e o Ubuntu, mas o nome dos pacotes devem funcionar em qualquer distribuição.

Para instalar o editor de textos AMP no Arch Linux execute o comando abaixo que inicialmente via instalar o git:

pacman -S git

Para instalar o editor de textos AMP no Ubuntu execute o comando abaixo que inicialmente via instalar o git:

sudo apt-get install git

Agora, ainda seguindo a mesma lógica, execute o próximo comando que tanto funcionará no Arch Linux, quanto no Ubuntu! Certifique-se de baixar o AMP na área de trabalho porque facilita a instalação.

git clone https://aur.archlinux.org/amp.git

Agora, vamos usar o comando cd para entrar na pasta aonde o AMP foi baixado, no meu caso foi na home mesmo:

cd /home/seusuario/amp/

Agora, vamos para os próximos comandos, execute todos os comandos abaixo:

makepkg

ou você também pode executar o comando abaixo, que também instalar ao mesmo tempo as dependências:

makepkg --syncdeps

Essas dependências devem estar disponíveis nos repositórios configurados. Alternativamente, pode-se instalar dependências manualmente antes da compilação para executar a sintaxe de comando pacman -S –asdeps dep1 dep2. Uma vez que todas as dependências estão satisfeitas e o pacote é compilado com sucesso, um arquivo será criado no diretório que entramos com o cd incialmente. Para instalar use a sintaxe :nomedopacote-versaodopacote.pkg.tar.xz-i–installpacman -U nomedopacote-versaopacote.pkg.tar.xz

Então, depois de criar o pacote, temos que instalá-lo em nosso sistema. Instale o pacote com o seguinte comando:

makepkg --install

Para limpar arquivos e pastas, como arquivos extraídos para o $srcdir, adicione a opção -c/ –clean. Isso é útil para múltiplas compilações do mesmo pacote ou atualizar a versão do pacote, enquanto usa a mesma pasta de compilação. Isso evita que os arquivos obsoletos e remanescentes sejam transferidos para as novas compilações:

makepkg - clean

Para mais detalhes sobre o makepkg, você pode pesquisar na web.

No Ubuntu 16.04

Para o Ubuntu você precisa instalar o libssl-dev, para isso execute os comandos abaixo:

sudo apt-get install libssl-dev

Agora instale Cargo. Para instalar o cargo, você deve digitar o seguinte comando:

sudo apt-get install cargo

Depois de instalar o cargo, você precisa instalar o AMP digitando:

cargo install --git https://github.com/jmacdonald/amp/

Agora ele irá instalar o AMP para o Ubuntu, para obter mais detalhes sobre o AMP faça uma pesquisa no git-hub .

Comentários