Android, Debian e Ubuntu foram os sistemas operacionais com mais vulnerabilidades registradas no ano de 2016
O ano de 2017 chegou e como de costume é hora de realizar as listas com os melhores, piores, promessas, etc.
A equipe do CVE Details divulgou uma lista com os produtos com mais vulneráveis descobertas no ano de 2016 e nessa lista, diferentemente dos anos anteriores, temos algumas surpresas.
Na lista, podemos ver que as três primeiras posições são ocupadas por sistemas operacionais que utilizam o kernel Linux (Debian com 319 vulnerabilidades e o Ubuntu com 278 vulnerabilidades) ou são derivados (Android com 523 vulnerabilidades).
Produtos, as marcas responsáveis e a quantidade de vulnerabilidades registradas ao longo do ano de 2016
Mas se somarmos as vulnerabilidades encontradas nos produtos de cada marca, a Adobe ocupa a primeira posição com 1383 vulnerabilidades, seguida da Microsoft com 1325 vulnerabilidades registradas.
Emanuel Negromonte
Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.

Lançada nova versão da distribuição para hacking ético Parrot Security OS

Previous article

Conheça dois players de música de linha de comando para os sistemas GNU/Linux

Next article

You may also like

More in Android