Anonymous hackeia agência russa Roskomnadzor

Jardeson Márcio
3 minutos de leitura

O coletivo Anonymous vem relatando seus ataques contra entidades russas. Agora, por exemplo, o Anonymous anunciou ter hackeado o Serviço Federal Russo de Supervisão de Comunicações, Tecnologia da Informação e Mídia de Massa, também conhecido como Roskomnadzor.

Em uma ofensiva, claramente pró Ucrânia, o coletivo tem direcionado ataques a várias entidades russas. Na semana passada, por exemplo, eles invadiram os serviços de streaming russos, na tentatova de mostrar aos russos o que está acontecendo na guerra da Rússia contra a Ucrânia. Anteriormente, o coletivo já havia hackeado a rede interna das ferrovias bielorrussas.

Dessa vez, foi a Roskomnadzor que sofreu ataque do coletivo. A agência é responsável por monitorar, controlar e censurar a mídia de massa russa e, de acordo com o Anonymous, está controlando a campanha de desinformação sobre a invasão em curso da Ucrânia.

anonymous-hackeia-agencia-russa-roskomnadzor
Imagem:: Twitter | Anonymous

Roubo de dados da agência russa Roskomnadzor

Os hacktivistas roubaram dados confidenciais da organização e liberaram 820 GB de dados detalhando a atividade em andamento da agência. Os documentos vazados estão organizados em duas categorias principais, uma contendo mais de 360.000 arquivos que datam até 5 de março (536,9 GB) e outra contendo dois bancos de dados contendo procedimentos de RH (290,6 GB).

O grupo vinculado anônimo Ghostsec também anunciou ter hackeado o Departamento de Projetos de Informação. A Rússia teme que as imagens da atrocidade de sua invasão absurda possam desestabilizar o contexto político interno por isso está aplicando uma censura estrita bloqueando o Twitter e o Facebook, veja este tweet:

O Tweet diz: “Ative as mensagens que desaparecem. É por isso que esse recurso existe. Mantenha seu dispositivo limpo para estar preparado para uma inspeção surpresa. Se o seu aplicativo de mensagens não suportar mensagens que desaparecem, exclua a conversa quando terminar”.

Claramente, neste momento, é muito difícil verificar a fonte do vazamento e confirmar sua autenticidade porque os documentos estão em russos e muitas notícias semelhantes estão circulando online.

Por outro lado, hacktivistas pró-Rússia afirmam ter derrubado um suposto site do Anonymous, mas sabe-se que o coletivo não possui um site.

O coletivo retrucou que tivessem rackeado um suposto site do coletivo, dizendo: “Olha, é engraçado que hackers pró-Rússia alegaram ter derrubado nosso site, o fato é que o Anonymous não tem um site oficial. É apenas mais propaganda da parte deles”.

O Anonymous deve continuar com suas ações, ajudando a Ucrânia nesse conflito que já se estende há mais de duas semanas.

Via: SecurityAffairs

Share This Article
Follow:
Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias. Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.